“São precisas duas assinaturas e um despacho conjunto (…). Este ano há um atraso maior porque o processo está no Ministério das Finanças à espera de ser concluído”, afirmou Adalberto Campos Fernandes aos jornalistas à margem da assinatura da apresentação de um projeto conjunto entre o Ministério da Saúde e a fundação bancária la Caixa sobre cuidados paliativos.

Na quinta-feira, elementos da Ordem dos Médicos vão acompanhar um grupo de recém-especialistas da área hospitalar ao Parlamento para entregar uma carta a contestar o facto de 700 profissionais estarem há largos meses à espera da abertura de concurso.

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, classifica como uma “vergonha e um drama nacional” o atraso na abertura dos concursos para os 710 médicos especialistas que concluíram o internato há cerca de 10 meses.

Médicos vão ao Parlamento

O bastonário da Ordem dos Médicos acompanha na quinta-feira pelas 14h30 um grupo de jovens especialistas à Assembleia da República para entregar uma Carta Aberta à Comissão de Saúde. Em causa está o atraso na abertura de concursos para colocação dos novos médicos das especialidades hospitalares e de Saúde Pública.

“É uma vergonha nacional que passado quase um ano os concursos continuem por abrir. Não se pode acreditar no ministro da Saúde", diz Miguel Guimarães.

São mais de 700 os jovens especialistas da área hospitalar e de Saúde Pública que aguardam a abertura dos concursos para serem colocados nas unidades de saúde do SNS.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.