O estudo do Ministério chinês, divulgado em comunicado governamental, ressalta que a poluição do ar diminuiu no conjunto entre janeiro e junho em relação ao mesmo período do ano passado e que a da água se manteve em níveis semelhantes.

No entanto, em Pequim, a concentração média de partículas PM2,5 (as menores e mais prejudiciais para a saúde) foi de 64 microgramas por metros cúbicos, quando a OMS considera não saudável a exposição durante 24 horas ou mais a concentrações de partículas PM2,5 no ar acima de 25 microgramas por metros cúbicos.

Mesmo assim, o Ministério de Proteção Meio Ambiental chinês - que trabalha com padrões menos exigentes que os da OMS - afirma que a qualidade do ar da capital do país foi "boa" durante 58,8% dos dias na primeira metade do ano, 10% a mais do que há um ano.

Leia ainda15 consequências das alterações climáticas para a saúde

Leia tambémOs 10 lugares mais poluídos do mundo

A concentração destas partículas poluentes caiu 17,9% entre janeiro e junho em comparação com o mesmo período de 2015, segundo os números oficiais citados pela agência de notícias espanhola EFE.

Nas cidades da região do nordeste do país, a mais poluída e onde se encontra Pequim, registou uma média de 63 microgramas por metros cúbicos de partículas PM2,5, com 57,4% de "céus limpos", segundo o Ministério, entre janeiro e junho, 11 pontos a mais do que nos seis primeiros meses de 2015. Nesta zona, estão seis das dez cidades mais poluídas da China.

Nas cidades situadas no delta do rio Yangtzé (centro-leste do país), a concentração média de partículas PM2,5 foi de 53 microgramas por metro cúbico e 72,9% dos dias mostraram "boa" qualidade do ar, para aquele ministério chinês.

No delta do rio das Pérolas (sul do país), as autoridades chinesas explicam que a concentração de partículas poluentes foi de 30 microgramas por metros cúbicos, um pouco acima do máximo recomendado pela OMS.

Em contraste com a "diminuição" dos níveis da poluição atmosférica, o estudo do Ministério de Proteção Meio Ambiental da China adverte que a poluição das águas dos rios se manteve estável nos seis primeiros meses do ano.

O Governo reconhece assim os elevados níveis de poluição dos rios Amarelo, Songhua, Huaihe e Haihe.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.