A médica Lisa Dunne, do hospital Adelaide e Meath, relata na edição de janeiro do Diário Médico da Irlanda que recebeu um paciente de 33 anos que se queixava de dores severas na zona lombar, que teriam piorado depois de levantar um objeto pesado de metal.

10 partes do corpo sem as quais podemos viver
10 partes do corpo sem as quais podemos viver
Ver artigo

Enquanto o examinava, a médica notou que o homem tinha uma protuberância no braço direito. Na consulta, o homem revelou que, nos últimos 18 meses, tinha injetado no corpo uma dose mensal do seu próprio sémen. Fazia isso por conta própria, sem nenhum aconselhamento médico.

A injeção intramuscular era vista pelo paciente como "um método inovador" para tratar as dores nas costas, diz o relatório de Dunne.

O braço "estava endurecido ao redor da minúscula ferida de entrada, onde o paciente havia feito múltiplas tentativas de injetar aquele fluido corporal, provocando um extravasamento do sémen nos tecidos macios", lê-se no relatório médico.

Outros casos? 

Ao se depararem com o estranho caso, os médicos investigaram a possibilidade de haver outras situações semelhantes já relatadas. Mas não encontraram nada. O mais próximo que identificaram foram relatórios sobre os efeitos de injetar esperma sob a pele de ratos e coelhos - nada em seres humanos.

22 doenças muito estranhas
22 doenças muito estranhas
Ver artigo

Assim, diz a publicação no Diário Médico da Irlanda, "este é o primeiro caso de injeção de esperma intramuscular" em seres humanos já descrito na literatura médica.

Para os médicos, este caso ilustra os perigos da aplicação de injeções por pessoas não treinadas, bem como os riscos da aplicação de substâncias não indicadas.

O referido paciente, cujo nome e profissão não foram revelados, recebeu tratamentos antimicrobianos e já teve alta hospitalar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.