14 de janeiro de 2013 - 10h28 
O novo hospital de Vila Franca de Xira, que deverá começar a funcionar em pleno no dia 3 de abril, está a contratar mais de 100 profissionais, na maioria enfermeiros, assistentes operacionais e assistentes técnicos, informou hoje o Grupo Mello.
"As contratações devem-se a duas razões: ao início de atividade de novas valências [psiquiatria, hemodiálise, infeciologia e cuidados intensivos/intermédios], e à reorganização das equipas em função do novo espaço", explica o Grupo Mello em resposta escrita, enviada à agência Lusa.
O Agrupamento "Escala - Vila Franca de Xira", liderado pelo Grupo Mello, venceu o concurso, realizado em 2009, para a parceria público-privada de conceção, construção e gestão da futura unidade hospitalar, que irá substituir o atual Hospital de Reynaldo dos Santos.
O processo de transferência de serviços do atual para o novo hospital vai decorrer de forma faseada, com início programado para 28 de março e fim previsto para 3 de abril, segundo o plano de transferência da administração do hospital, a que a Lusa teve acesso.
Hospital vai ter serviço de dia oncológico
A 28 de março está previsto começarem a funcionar os serviços de consulta externa, de medicina física e reabilitação, os exames especiais e meios complementares de diagnóstico e terapêutica e o hospital de dia oncológico.
O bloco operatório, as unidades de cuidados intensivos e intermédios, o internamento das especialidades médicas e cirúrgicas e o hospital de dia psiquiátrico deverão entrar em funcionamento a 2 de abril.
No dia seguinte, data prevista para a conclusão do processo de transferência, abrem à população as urgências geral, pediátrica e de obstetrícia e ginecologia, o bloco de partos, o serviço de neonatologia e o internamento de obstetrícia.
O novo hospital está a ser construído a norte da cidade de Vila Franca de Xira, num investimento que ronda os 100 milhões de euros.
A câmara ribatejana cedeu o terreno para a sua construção, num processo que envolveu uma verba de cerca de dois milhões de euros.
O equipamento vai prestar cuidados de saúde a uma população de perto de 215 mil utentes dos concelhos de Vila Franca de Xira, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Azambuja e Benavente.
Terá uma capacidade anual de 16 mil internamentos, oito mil cirurgias, 192 mil consultas externas e 104 mil urgências.
O novo hospital vai contar ainda com 280 camas de internamento, nove salas do bloco operatório, 33 gabinetes de consulta externa e novas especialidades.
Por Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.