Os hospitais não revelam todo o dinheiro que recebem das farmacêuticas. Entre 2013 e 2015, as unidades hospitalares receberam das farmacêuticas 160 milhões de euros, mas só 69 milhões foram declarados, avança esta quinta-feira a edição impressa do Diário de Notícias.

A indústria farmacêutica declarou ter dado patrocínios e apoios superiores a 447 mil euros ao Centro Hospitalar de S. João (CHSJ), no Porto, para a realização de rastreios, cursos ou estudos observacionais. No entanto, na Plataforma Transparência e Publicidade, criada pelo Ministério da Saúde do Governo de Pedro Passos Coelho, o CHSJ não reportou ter recebido qualquer valor.

Já o Centro Hospitalar do Porto (CHP) recebeu quase 400 mil euros nesse período, mas declarou apenas 1492 euros em 2014.

Leia também: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

A discrepância nos valores estende-se a outros hospitais e Administrações Regionais de Saúde (ARS), escreve o Diário de Notícias.

O Infarmed, que gere a plataforma, afirma que já notificou centenas de entidades para que cumpram o seu dever.

A exceção é a ARS do Algarve, que declarou ter recebido o mesmo valor que as entidades contribuintes disseram ter dado.

A ARS de Lisboa e Vale do Tejo declarou apenas 1215 euros dos mais de 60 mil que recebeu.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.