"Neste momento temos em aberto todas as soluções, estamos numa fase de estudo do financiamento mais adequado, o Governo Regional não afasta, à partida, qualquer possibilidade que possa passar por uma Parceria Público-Privada", admitiu.

Sérgio Marques adiantou, no entanto, que "não está excluída, mas também não quer dizer que vá ser seguida".

O novo hospital da Madeira está estimado em 340 milhões de euros com 500 camas, razão pela qual foi apresentada a candidatura, ao Governo da República, a projeto de interesse comum.

O secretário regional admitiu a possibilidade de PPP no âmbito da discussão da proposta de decreto legislativo regional, que altera e republica os Estatutos do Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira, clarificando que o Governo Regional pode intervir em obras nas unidades de saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.