"Já sacrificamos muitos patos na zona leste do departamento, ainda resta uma área na qual vamos sacrificar todos os patos para tentar estabilizá-la", declarou o ministro francês da Agricultura, Stéphane Le Foll, que confirmou o número de 600.000 aves.

Os casos de gripe aviária não param de aumentar desde há três meses em França.

A chegada do vírus H5N8 é um duro golpe para o país, principal produtor de foie gras do mundo.

A França perdeu o status de 'zona livre de gripe das aves' após um foco detetado no final de 2015.

Veja ainda: 22 doenças muito misteriosas

Saiba mais: 15 doenças que ainda não têm cura

Conheça também: Os 12 vírus mais perigosos do mundo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.