O fentanil é um fármaco do grupo dos opioides, conhecido por ser um potente analgésico, de ação rápida e de curta duração. Nos Estados Unidos, é prescrito sobretudo a pacientes com cancro, embora paralelamente esteja a causar milhares de overdoses fatais - uma delas foi a que matou o músico Prince em 2016. Esta substância é aproximadamente 100 vezes mais potente que a morfina - 100 microgramas de Fentanil são o equivalente a 10 miligramas de morfina.

Na Europa, dos 25 novos opiáceos encontrados no mercado desde 2009, 18 eram derivados de Fentanil, segundo o relatório do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência divulgado na terça-feira, escreve hoje o Diário de Notícias.

O documento refere que "há dados que comprovam que foram vendidos medicamentos à base de Fentanil a consumidores desprevenidos sob a forma de drogas ilícitas tradicionais e medicamentos de contrafação para a dor, aumentando potencialmente o risco de intoxicação grave e fatal", cita o referido jornal.

Captagon, a droga do Estado Islâmico

Por outro lado, também a droga usada pelos jihadistas do Estado Islâmico está na mira das autoridades. As apreensões de Captagon aumentaram recentemente na Turquia, com mais de 15 milhões de comprimidos apreendidos em 2015, refere o relatório.

O Captagon é uma mistura de anfetaminas e cafeína que inibe o medo, elimina a dor, anula a empatia e provoca estados de euforia.

Veja ainda: De marginalizada a anticancerígena. Os principais benefícios científicos da canábis

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.