O Dia Europeu da Obesidade, organizado pela Associação Europeia para o Estudo da Obesidade, assinala-se este ano a 19 de maio, sob o lema “Discriminação Social, Discriminação Oficial”. Em Portugal, a obesidade atinge 20,4 por cento dos homens e 22,3 por cento das mulheres com mais de 20 anos, sendo “fundamental que o Ministério da Saúde promova e facilite medidas de combate que passem pelo rastreio precoce, consultas regulares no médico de família ou alargando a consulta hospitalar”, diz Carlos Oliveira, presidente da Associação de Doentes Obesos e Ex-Obesos (ADEXO).

“Discriminação social, Discriminação oficial” é o lema deste ano do Dia Europeu da Obesidade, que se realiza anualmente no terceiro sábado do mês de maio. Para Carlos Oliveira “a discriminação contribui para o aumento da obesidade e reflete-se a vários níveis a saber, como nas escolas (as crianças magras não aceitam bem as mais gordas), nos empregos (os empresários tendem a não contratar obesos), nos transportes públicos, aviões e cinemas, não há lugares para obesos, nos restaurantes não há cadeiras, os provadores das lojas são exíguos,  é difícil encontrar vestuário.”

O presidente da ADEXO afirma que as pessoas obesas são discriminadas pelos próprios profissionais de Saúde, pois estes criam limitações ao tratamento da doença que “contribuem para uma estigmatização do doente que se vê afastado de tudo e todos, estando-se assim a contribuir para uma sociedade onde existem cada vez mais excluídos. “, remata Carlos Oliveira.

Um estudo recente da OMS, conclui que o número de doentes obesos duplicou entre 1980 e 2008, a nível mundial, somando 500 milhões de pessoas que sofrem desta doença. Segundo Carlos Oliveira, para combater a obesidade seria necessário “que os ministérios da Saúde e da Educação, a Agência para a Qualidade e Segurança Alimentar, os profissionais de Saúde, os professores, os autarcas, a indústria alimentar, entre outros, levem em linha de conta que a obesidade é uma doença e que, em conjunto, terão que adoptar as medidas necessárias para a combater.”

A obesidade é qualificada através do índice de massa corporal (IMC), que é a relação entre peso e altura. Se o resultado do IMC for superior a 35, assim como perímetro abdominal for superior a 102 cm, nos homens, e superior a 88, nas mulheres, significa que o indivíduo é obeso.

O Dia Europeu da Obesidade surgiu em 2010, por iniciativa de Jean-Paul Allonsius, presidente e fundador da Associação Belga de Doentes Obesos (BOLD), e de David Haslam, presidente e diretor clínico do Fórum Nacional de Obesidade (NOF), em Inglaterra. A iniciativa visa motivar e apoiar os cidadãos europeus obesos a concretizarem as necessárias mudanças nos seus estilos de vida, de forma a atingirem e manterem um peso saudável e, dessa forma, melhorar a sua saúde e qualidade de vida.

19 de maio de 2012

@SAPO

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.