O total de mortes nos lares subiu significativamente em consequência de os números do fim de semana prolongado terem sido hoje adicionados.

O número total de mortos, 17.167, foi divulgado por Jérôme Salomon, diretor-geral da Saúde.

Em meio hospitalar morreram 10.643 pessoas desde 01 de março e nos lares foram registados 6.624 óbitos no mesmo período.

Em França há 31.779 pessoas hospitalizadas devido à COVID-19 e 6.457 destes pacientes estão nos cuidados intensivos, sendo a primeira vez que o número total de pessoas hospitalizadas baixou em França desde o início da pandemia.

A França registou até agora 106.206 casos de COVID-19.Jérôme Salomon indicou que os novos casos que estão a aparecer nos hospitais após um mês de quarentena "não têm um perfil tipo".

"Estes novos casos incluem pessoas que estão em confinamento e pessoas que por qualquer razão não estão em quarentena", afirmou.

O diretor-geral da Saúde reforçou que a COVID-19 não deve impedir pessoas com outras doenças crónicas de acederem a cuidados médicos que necessitam, referindo que é agora possível fazer a interrupção voluntária da gravidez por medicamentos até à nona semana de gravidez e que a primeira consulta pode ser feita por vídeo.

A nível global, a pandemia de COVID-19 já provocou quase 127 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 428 mil doentes foram considerados curados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.