O número de mortos em França devido à pandemia de COVID-19 registou hoje um novo recorde, com 509 óbitos nas últimas 24 horas, anunciou o diretor-geral da Saúde francês.

Segundo Jérôme Salomon, a França totaliza agora 4.032 mortos de entre os 56.989 casos confirmados de infeção pelo vírus SARS-CoV-2 e 24.639 pessoas estão internadas, um aumento de mais de 1.800 pacientes face aos números apresentados na véspera. 

Cães e gatos transmitem o novo coronavírus? 15 mitos desfeitos pela OMS
Cães e gatos transmitem o novo coronavírus? 15 mitos desfeitos pela OMS
Ver artigo

O número de pessoas nos serviços de cuidados intensivos continua também a aumentar, com 6.017 pacientes nestas condições, 34% dos quais têm menos de 60 anos e 80 doentes têm menos de 30 anos. Até agora, foram transferidos 344 pacientes em estado grave entre hospitais em França, mas também para hospitais na Alemanha, Luxemburgo e Suíça.

A região do Grand Est, muito fustigada por esta pandemia, anunciou hoje que dois terços dos seus lares têm casos de covid-19 e já foram registadas 570 mortes nesses lares ligadas aos vírus, números que por enquanto não entram para as estatísticas nacionais porque os óbitos não aconteceram em meio hospitalar.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Objetos que aumentam o risco de contrair COVID-19 segundo a Direção-geral da Saúde
Objetos que aumentam o risco de contrair COVID-19 segundo a Direção-geral da Saúde
Ver artigo

O continente europeu, com mais de 468.000 infetados e mais de 31.000 mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos. Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 12.428 óbitos, em 105.792 mil casos confirmados até terça-feira.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%).

Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de quinta-feira.

Como é que o sabão destrói o vírus? Dúvidas e perguntas frequentes sobre a lavagem das mãos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.