A incidência da infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 em Portugal continental estava, na segunda-feira, nos 120 casos por 100.000 habitantes, enquanto o valor para a totalidade do território situava-se nos 119,3.

De acordo com o boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), o índice de transmissibilidade (Rt) registou uma descida de 1,18 para 1,17 em todo o território nacional e de 1,19 para 1,18 em Portugal continental.

Os dados do índice de transmissibilidade e da incidência a 14 dias são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Estes indicadores – o índice de transmissibilidade do vírus e a taxa de incidência de novos casos de COVID-19 – são os dois critérios definidos pelo Governo para avaliar o processo de desconfinamento iniciado a 15 de março.

O limiar de 120 casos por 100 mil habitantes é uma das linhas vermelhas tidas em conta pelas autoridades de saúde na aplicação de medidas de mitigação da doença. Por outras palavras, ultrapassar essa métrica pode abrir caminho a mais restrições.

COVID-19: Medina convencido que Lisboa terá de dar passo atrás no desconfinamento
COVID-19: Medina convencido que Lisboa terá de dar passo atrás no desconfinamento
Ver artigo

Nos concelhos de baixa densidade populacional, que representam mais de metade do território continental, a linha vermelha que obriga os municípios a recuar no plano de desconfinamento está fixada nos 480 casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias e os restantes concelhos ficam sob alerta quando ultrapassarem os 240 casos por cem mil habitantes no mesmo período.

A pandemia de COVID-19 provocou, pelo menos, 3.884.538 vítimas mortais em todo o mundo, resultantes de mais de 179 milhões de casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.077 pessoas e foram confirmados 868.323 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Veja ainda: Estes são os 12 vírus mais letais do mundo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.