“O que estamos a fazer neste momento é uma análise dos pareceres, da evidência (prova) científica. Teremos que aguardar mais uns dias para podermos responder a isso", disse Graça Freitas após ter sido questionada sobre o uso generalizado de máscaras na conferência de imprensa diária para atualização de informação sobre a pandemia de covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

A diretora-geral da Saúde sublinhou que foi pedido um parecer em relação ao uso das máscaras na prevenção da covid-19, mas que a DGS continua alinhada com a OMS, bem como com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças.

Graça Freitas avançou ainda que esta semana, quer a OMS quer o Centro Europeu deverão emitir novas orientações.

No domingo, em entrevista à RTP, a ministra da Saúde anunciou que a Direção-geral da Saúde pediu um parecer sobre o uso generalizado de máscaras para evitar a propagação da covid-19, tendo sido aconselhada a equacionar a medida.

Antes da conferência de imprensa foi divulgado o boletim epidemiológico da DGS, indicando que Portugal regista hoje 311 mortes associadas à covid-19, mais 16 do que no domingo, e 11.730 infetados (mais 452).

Portugal está em estado de emergência até 17 de abril e está já na terceira e mais grave fase de resposta à doença (Fase de Mitigação), ativada quando há transmissão local, em ambiente fechado, e/ou transmissão comunitária.

Detetado em dezembro de 2019, na China, o novo coronavírus já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil.

Dos casos de infeção, mais de 240 mil são considerados curados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.