A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) realizou na última semana de outubro uma operação de fiscalização, a nível nacional, dirigida aos estabelecimentos de restauração e bebidas a fim de verificar a manutenção e cumprimento dos requisitos gerais e específicos bem como condições de higiene.

A operação, designada "Drive In", debruçou-se sobre estabelecimentos abertos após as 22 horas com serviço de drive in, explica esta autoridade em comunicado.

"Como resultado da ação, foram fiscalizados 117 operadores económicos, tendo sido instaurados 1 processo-crime e 10 processos de contraordenação, destacando-se como infração criminal a usurpação e principais infrações contraordenacionais o incumprimento dos requisitos gerais e específicos de higiene, a falta de implementação do plano HACCP, a falta de requisitos em géneros alimentícios e a falta de mera comunicação prévia", lê-se na nota de imprensa.

Foram apreendidos ainda diversos géneros alimentícios por falta de requisitos de higiene, bem como material de rádio, televisão e de reprodução de imagens, num valor total de 1 100 euros.

Em setembro, a autoridade alimentar e económica encerrou 12 restaurantes e deteve uma pessoa na sequência de uma operação semelhante em Tróia e na Nazaré.

Em meados de outubro, a ASAE fechou ainda 9 restaurantes e cafés também por falta de requisitos de higiene.

Conheça ainda10 hábitos pouco higiénicos (que todos temos)

Saiba mais: 10 alimentos que podem matar

Leia tambémIntoxicações alimentares que podem matar

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.