Lara Pinto, de catorze anos, acabou por morrer em casa, de madrugada, nos braços do pai, quando esperava a chegada do INEM. A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) já está a investigar o caso.

A menor morreu na segunda-feira, depois de ter sido assistida duas vezes no centro de saúde de Castro Daire e ter sido diagnosticada com uma “pequena constipação”.

Segundo o Jornal de Notícias, a adolescente residente em Monteiras foi vista por um médico na sexta-feira, com sintomas que lhe disseram ser de uma constipação. A jovem piorou no domingo e os pais decidiram levá-la de novo às urgências do centro de saúde, tendo sido novamente enviada para casa.

Estas são as 10 principais causas de morte em Portugal
Estas são as 10 principais causas de morte em Portugal
Ver artigo

Criança começou hemorragias

De acordo com o referido jornal, durante a madrugada de segunda-feira, começou com dificuldades em respirar e a deitar sangue pelo nariz e pela boca. Queixava-se ainda de uma forte dor nas costas.

O INEM ainda foi chamado ao local, mas a criança não resistiu e morreu antes da chegada da assistência médica.

Luís Botelho, diretor do Agrupamento dos Centros de Saúde Dão Lafões, afirmou que a IGAS já abriu um inquérito para apurar responsabilidades.

"Neste momento aguardamos o desenrolar da situação", afirmou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.