Em alturas críticas, é importante relembrar as boas práticas que devem perdurar no tempo, como arejar os espaços, lavar frequentemente as mãos e usar um desinfetante de mãos sempre que necessário.

Com o aumento da frequência das lavagens e desinfeções, recomenda-se o uso de produtos suaves, para não agredir nem fragilizar a pele. Existem, atualmente, desinfetantes naturais que não prejudicam a barreira protetora da pele. Igualmente crucial é investir no reforço do sistema imunitário, um trabalho a longo prazo, que não se faz em semanas.

Todavia, existem algumas medidas práticas que podem ser implementadas já hoje, em prol de uma imunidade mais forte.

Alimentação

1. Optar por uma alimentação à base de produtos biológicos, com muitos vegetais e sem alimentos processados.

2. Diminuir a ingestão de alimentos pró-inflamatórios, como o açúcar, o café, as bebidas alcoólicas e industrializadas, os produtos lácteos e as carnes processadas.

3. Aumentar o consumo de vitamina C para prevenir constipações, gripes e outras perturbações respiratórias, através de fontes de vitamina C não ácidas, como as couves (portuguesa, galega, couves-de-bruxelas, couve-roxa), a salsa, os brócolos, a couve-flor e papaia. O consumo de superalimentos como o baobab e o camu camu (60 vezes mais rico em vitamina C do que a laranja) também é recomendado.

4. Favorecer a proliferação de microorganismos benéficos para o intestino através de alimentos probióticos, ou seja, alimentos não pasteurizados, fermentados naturalmente, com tempo e sem açucares ou ácidos adicionados. O chucrute, o kimchi, o miso, o vinagre, o molho de soja, a kombucha e o kefir são bons exemplos.

5. Fazer uso de plantas como a equinácea, a raiz de ginseng e a astragalus, e cogumelos como cordyceps, coriolus e reishi, conhecidos por estimularem o sistema imunitário.

laranja
créditos: Pixabay

Cuidados Diários

6. Dormir bem: ter um sono reparador.

7. Fazer exercício físico com frequência, pois ajuda a eliminar toxinas, além de estimular o bom funcionamento do sistema imunitário.

8. Fazer massagens, incluindo automassagens e esfoliações, regularmente. Estas também ajudam a eliminar toxicas e têm um efeito complementar ao exercício físico.

9. Evitar a exposição a produtos químicos e sintéticos. Optar por detergentes suaves e cosméticos biológicos e naturais é a melhor opção.

10. Por último, mas não menos importante: combater o stress, manter o pensamento positivo e respirar profundamente. Se for difícil implementar estes rituais no dia a dia, optar por marcar na agenda uma ida à floresta: ajuda a aliviar o stresse e promove a boa capacidade respiratória.

dormir
créditos: Pixabay

Dicas: Cátia Curica, co-fundadora da Organii

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.