com o apoio MEO
Adere à fibra do MEO desde €32,99/mês. Exclusivo Online.

Em destaque

Tarte de pêssego e mirtilo

Esta é uma receita que ressuscita memórias na autora. Inês, do blog Ananás e Hortelã, enquanto saboreia uma fatia ainda morna, recorda a infância, o perfume doce do pêssego

Ingredientes

Massa

Farinha de Trigo 300 g
Sal uma pitada
Manteiga fria em cubos 175 g
Açúcar 40 g
água 3 colheres de sopa
Sumo de limão 2 colheres de chá
Leite vegetal para pincelar adicionar q.b.
Açúcar demerara para salpicar adicionar q.b.

Recheio

Pêssegos (nectarinas) fatiados 4 unidade
Mirtilos 200 g
Açúcar mascavado 2 colheres de sopa
Raspa de limão 1/2 unidade
Farinha maisena 1 colher de sopa
Manteiga 20 g

Preparação

Começar por preparar a base. Colocar a farinha, o sal, o açúcar e a manteiga em cubinhos numa taça, e começar a esfregar com os dedos, até a manteiga incorporar na farinha. À parte misturar a água com o sumo de limão e adicionar metade à massa, incorporando sem amassar muito, até a massa ficar unida. Se necessário adicionar a restante água à massa. Formar uma bola, cobrir com película aderente e colocar no frio por duas horas.

Cortar um terço de massa e reservar. Com a parte maior da massa, esticar com o rolo numa superfície enfarinhada, até obter um disco de 28-30 cm. Enrolar o disco no rolo da massa e transferir com cuidado para uma tarteira levemente untada ou uma frigideira de forno. Desenrolar sobre a tarteira e com os dedos, pressionar nas laterais e base. Cortar o excesso de massa e reservar no frio.

Preparar o recheio, juntando todos os ingredientes numa taça com exceção da manteiga. Colocar o recheio sobre a base de massa e cobrir com a manteiga em pedacinhos.

Pré-aquecer o forno a 175ºC.

Com parte da massa reservada, começar a esticar sobre uma superfície enfarinhada, em forma de disco maior que o topo da tarte, e cortar em tiras com 1-2 cm de largura. Colocar as tiras em cima da tarte, arranjando-as num formato de rede entrelaçada. Cortar o excesso de massa e unir as pontas às laterais, aplicando um pouco de pressão na massa.

Com a massa restante, pode optar por fazer uma trança longa ou apenas uma tira larga para colocar sobre a tarte, em redor dela. Optei pela tira larga e com um garfo fiz os efeitos de riscas que ajudam a unir a massa.

Pincelar a massa com um pouco de leite e salpicar com açúcar demerara.

Levar ao forno por uns 45 minutos, até o recheio borbulhar e a massa estiver cozida e dourada.

Servir ainda morna, com iogurte grego natural ou uma bola de gelado.

Receita do parceiro

Em destaque