Em soft-opening desde 27 de março o restaurante Rei da China é casa com ementa inspirada na street food asiática, chegando a Lisboa com uma oferta assente em “Super Sopas”, petiscos, “Os Infiltrados” (preparações sem caldo) e sobremesas. Para consumir no restaurante ou levar para o domicílio e trabalho.

No que respeita às sopas, a dupla Avillez e Carenzo, não querem esquecer na capital portuguesa a importância que estas têm na Ásia, enquanto alimentos líquidos, muito presentes no quotidiano das pessoas.

A esse propósito diz-nos o argentino agora a viver em Portugal: “Em Lisboa fui encontrar uma tradição parecida à asiática. É muito interessante observar o carinho que os portugueses têm pela sopa. Portugal é, provavelmente, o país da Europa com a mais forte ligação gastronómica e afetiva a este alimento”.

Restaurantes vão mais dois e Avillez é agora Rei da China e dono de uma Casa dos Prazeres
A dupla que coordena os dois restaurantes: José Avillez e o argentino Estanis Carenzo.

Estas “Super Sopas” assumem-se no Rei da China como uma refeição completa e revigorante. A destacar o Phở bò do Lợi, um caldo vietnamita de vitela em duas cozeduras, mexilhão, massa de arroz e muitas ervas; o Ramen de porco, um caldo de galinha do campo, cachaço assado, massa de trigo caseira, grelos e ovo marinado.

rei da china
Ramen de porco.

A não desmerecer o DanDan Mian, caldo de cogumelos com massa de trigo caseira, molho de amendoim, feijão-verde e azeite de malagueta.

No que toca às preparações sem caldo, “Os Infiltrados”, sublinhe-se na carta o Bánh mì carcaça, uma sanduíche vietnamita de alcatra panada, pickles asiáticos, pepino, agrião e coentros ou o Bánh mì do budista, uma sanduíche vietnamita de beringela frita, pickles asiáticos, pepino, agrião  e coentros.

Para os apreciadores de petisco, estes com sabor a Oriente, destaca-se a Salada japonesa de grelos; a Chamuça de grão-de-bico; o Escabeche de algas e abóbora assada; os Bolinhos de bacalhau à tailandesa.

A findar, no que toca às sobremesas, um Pudim de manga ou o Bolo de três leites do Ceilão.

Restaurantes vão mais dois e Avillez é agora Rei da China e dono de uma Casa dos Prazeres

Casa dos Prazeres e a cozinha intimista de Portugal e Oriente

Lembrando uma rua estreita e movimentada de uma cidade asiática, o Rei da China tem uma passagem para outro espaço, totalmente diferente, também assinado pelo chefe de cozinha Estanis Carenzo, em parceria com José Avillez e que estará em soft-opening a partir de 2 de abril a Casa dos Prazeres.

“Este é um bar e restaurante, intrigante e elegante,  inspirados na Lisboa multicultural de hoje, com uma cozinha autêntica e sensorial”, salienta Carenzo a propósito deste novo espaço que só abre à noite.

Restaurantes vão mais dois e Avillez é agora Rei da China e dono de uma Casa dos Prazeres
"História e Fantasia" é como foi apelidada a carta nesta Casa dos Prazeres.

As boas-vindas são dadas no Bar, com um ambiente que lembra um clube dos anos 40 em Xangai, servindo cocktails “de um classicismo moderno, juntando ingredientes portugueses e asiáticos, celebrando e recriando uma relação histórica”, sublinham os promotores.

Entre as bebidas disponíveis, o Gimlet Lisboeta, Ippon ou Melgroni.

Depois de passar pelo Bar, é possível continuar a noite na Casa dos Prazeres para jantar, no restaurante no andar superior. Seguindo as medusas encarnadas da instalação suspensa, sobe-se a escadaria e chega-se a um espaço intimista, com luzes baixas, paredes abstratamente decoradas, quadros sugestivos e sofás em veludo bordeaux.

Restaurantes vão mais dois e Avillez é agora Rei da China e dono de uma Casa dos Prazeres
O Bar da Casa dos Prazeres, um dos trunfos do restaurante.

“O espaço celebra uma certa elegância do passado, mas também a energia e a modernidade da Lisboa de hoje. A grande inspiração para esta casa é a Lisboa multicultural, ligada ao mundo, com um passado rico e extraordinário, que vive um momento de explosão cultural”, enfatiza o chefe argentino radicado no nosso país.

No que toca à carta, os produtos são maioritariamente portugueses, mas a forma de os interpretar é asiática.

“Aproveitámos um acervo histórico e cultural muito antigo, o que descobrimos em Portugal e o que descobrimos na Ásia de Portugal, e fizemos algo novo, atual e contemporâneo. Por isso, a Carta combina história e fantasia”, continua Estanis.

O cardápio divide-se em “Pequenos Pratos”, “Pratos e Caris”, “Acompanhamentos” e “Sobremesas”.

Restaurantes vão mais dois e Avillez é agora Rei da China e dono de uma Casa dos Prazeres
Casa dos Prazeres, sala onde são servidos os jantares.

Os pequenos pratos, pensados para partilhar no começo da refeição, procuram proporcionar equilíbrio entre as várias texturas e sabores.  Rolo primavera do Vietname, Kinilaw de água, Amêijoas à Bulhão Pato de férias no Sudeste Asiático ou Satay de borrego na brasa são algumas opções.

Os "Pratos e Caris" incluem  Lombelo de novilho marinado (assado na brasa, com nam prik de tomate e amendoim); Filetes de Peixe ao vapor (com aroma de funcho e gengibre, cogumelos frescos e manteiga tostada de feijão fermentado) e três pratos de Caril, baseados em ingredientes portugueses, mas interpretados ao estilo do sudeste asiático:  Caril de porco em vinha d’alhos (entremeada de porco curada, vinho da Madeira, tamarindo e cenouras assadas); Caril verde (de batata doce assada durante toda a noite, com cebolas e caju) e Caril de vaca (bochecha estufada em leite de coco, com caril vermelho e feijão verde).

Restaurantes vão mais dois e Avillez é agora Rei da China e dono de uma Casa dos Prazeres

Especialista em cozinha asiática, o chefe Estanis Carenzo nasceu em Buenos Aires e tem dedicado a sua vida a viajar, a absorver influências e a partilhar a sua visão gastronómica um pouco por todo o mundo.

Depois de trabalhar na Argentina, Brasil, Nova Iorque, França, Japão ou Espanha, e com mais de 20 anos de experiência profissional, conheceu José Avillez em 2011 e ficou profundamente interessado em Portugal, na sua história e gastronomia, e na ligação do país à Ásia.

Rei da China
Rua Nova da Trindade, 13, Lisboa
Horário: Aberto de segunda a sábado das 12h30 às 22h30.
Contacto: 211 342 160.

Casa dos Prazeres

Rua Nova da Trindade, 13, Lisboa
Horário: Restaurante: Aberto de terça a sábado, das 19h00 às 00h00. Bar: aberto de terça a sábado, das 19h00 às 02h00.
Contacto: 211 342 160.

Sete anos depois, mudou-se para Lisboa. Explicando a parceria, José Avillez afirma: “Estanis Carenzo é um especialista em cozinha asiática e, para mim, é um privilégio e um gosto estabelecer esta parceria e poder oferecer em Lisboa uma cozinha luso-asiática com muita qualidade, criatividade e diversidade, num ambiente único”.

José Avillez  tem vários restaurantes em Lisboa e no Porto, cada um com o seu próprio conceito: O Belcanto, distinguido com duas estrelas Michelin e considerado um dos cem melhores restaurantes do mundo pela “The World's 50 Best Restaurants List”, o Beco – Cabaret Gourmet, o Mini Bar (Lisboa e Porto), o Bairro do Avillez, que integra vários conceitos; o Cantinho do Avillez em Lisboa (no Chiado e no Parque das Nações) e no Porto, o Café Lisboa, a Pizzaria Lisboa, os três conceitos no Gourmet Experience do El Corte Inglés Lisboa - Tasca Chic, Jacaré, Barra Cascabel - a Pitaria, a Cantina Zé Avillez, a Cantina Peruana, em parceria com o chefe de cozinha peruano Diego Muñoz, o Za'atar, em parceria com o chefe de cozinha libanês Joe Barza.

A Tasca, no Hotel Mandarin Oriental Jumeira, no Dubai, é o primeiro projeto internacional de José Avillez.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.