É mais conhecido por nos chegar à mesa frito, acompanhado de batata frigida, uma singela salada de alface, cebola e tomate e meio limão, para uma boa rega de acidez. Contudo, em Setúbal, o choco não é pitéu para se levar ao prato apenas na sua versão frita, em polme de farinha. Vai encontrá-lo na restauração local, assado, em ensopado, com ou sem tinta, ao alhinho, em caldeirada ou em feijoada. A lista de propostas de confeção do molusco típico do rio Sado ao longo da “Semana do Choco 2019” é extensa e variada. Isto entre 23 e 31 de março.

Além das propostas oferecidas por cada um dos 67 restaurantes aderentes, a programação do certame reserva ainda uma aula de culinária e uma degustação comentada.

No primeiro dia, 23, a chefe de cozinha Daniela Polido propõe técnicas de confeção de choco numa lição a decorrer às 10h00. A fechar a semana gastronómica, a mesma especialista conduz, a 31, às 18h00, uma degustação comentada.

As atividades, ambas na Casa da Baía, na Avenida Luísa Todi, são de participação gratuita mediante inscrição prévia, no primeiro caso até dia 20, no segundo até 27, a qual deve ser feita presencialmente, pelo telefone 265 545 010 ou pelo endereço eletrónico gape@mun-setubal.pt

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.