A tradição dita que os portugueses apreciam refeições generosas e que dão grande importância a uma mesa composta. Sendo a hora da refeição uma fonte de momentos de partilha em família ou com amigos, Gabriela Oliveira, apresenta “Cozinha Vegetariana à Portuguesa” (Arteplural edições) , no qual lança o desafio de adaptar o melhor da gastronomia tradicional portuguesa à cozinha vegetariana.

Para a jornalista convertida à alimentação vegetariana, “a antiga cozinha tradicional portuguesa não precisa de peixe nem de carne para ser saborosa e atrativa. É possível desfrutar do melhor da gastronomia portuguesa usando exclusivamente ingredientes de origem vegetal e tornando-a ainda mais saudável, ecológica e compassiva”.

Desta forma, no seu novo livro, com 70 receitas, a autora explora a fascinante história da mesa portuguesa, marcada pela influência de diferentes povos e culturas, e que hoje sobressai através dos seus sabores e aromas intensos.

“Se o mundo adotasse o padrão alimentar dos portugueses, não existiriam recursos suficientes no planeta”
“Se o mundo adotasse o padrão alimentar dos portugueses, não existiriam recursos suficientes no planeta”
Ver artigo

Preservando os paladares que se associam à gastronomia portuguesa, muito apreciados tanto dentro como fora de território nacional, Gabriela recria diferentes pratos tradicionais, desde petiscos a doces – mesmo as famosas bolas-de-berlim -, passando pelos pratos principais, tendo sempre por base a alimentação vegetal, sustentável e benéfica para a saúde.

Pataniscas? Sim, de legumes. Filetes? Sim, de cogumelos. Panadinhos? De beringela. Croquetes? De grão e alheira. Alheira? De cogumelos. Peixinhos da horta, “francesinha”, cozido vegan, rojões de seitan, tofu à Zé do Pipo, tempero de vinha d’alhos, migas de feijão, açorda de tomate, cataplana de legumes. Gabriela Oliveira leva-nos num verdadeiro périplo pelos comeres nacionais em alternativas 100% vegetarianas.

E não ficam de fora os doces: arroz-doce, natas do céu, travesseiros, pastéis, queijadinhas, bolas-de-berlim, boleima, bolos de arroz, bolo podre.

Gabriela Oliveira nasceu em 1975, no Norte de Portugal. Vive em Lisboa, tem três filhos e tornou-se vegetariana há duas décadas. É licenciada em Comunicação Social e colaborou, como jornalista freelancer, em várias publicações (entre elas, os semanários Sol e Expresso). É autora dos livros “Avós Precisam-se – A importância dos laços entre avós e netos”, “Cozinha Vegetariana para Quem Quer Poupar”, “Cozinha Vegetariana para Quem Quer Ser Saudável”, “Cozinha Vegetariana para Bebés e Crianças” e “Cozinha Vegetariana para Festejar”, publicados pela Arteplural.

O livro chega aos escaparates com o preço de 18,80 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.