É com as cozinhas dos dois lados do Atlântico que a edição de 2019 d´O Jantar do Ano quer conquistar todos os que marcarem presença na iniciativa de caráter solidário. Henrique Fogaça e Thiago Castanho partem do Brasil, trazendo consigo o toque amazónico. Isto para personificar a temática deste ano do jantar, uma “selva de imprevistos”, ainda com localização por revelar. Uma noite que a organização, a Adega Mayor, mantém em mistério.

O Chefe Henrique Fogaça tornou-se muito carismático no Brasil devido à mistura de Rock’n’Roll, motas, tatuagens e panelas, e a participação no programa Masterchef Brasil. Um percurso que fez de Henrique uma estrela da gastronomia brasileira, depois de um percurso conturbado que o levou até à cozinha.

Em Lisboa, O Jantar do Ano promete ser uma selva de surpresas para mil convidados
Em Lisboa, O Jantar do Ano promete ser uma selva de surpresas para mil convidados
Ver artigo

Nascido em Piracicaba, São Paulo, e criado em Ribeirão Preto, Henrique Fogaça desenvolveu integralmente a sua carreira em São Paulo. Depois de se aventurar nos cursos de Arquitetura e Comércio Exterior, foi encontrar a sua vocação no curso de Chef Executivo de Cozinha.

Ao longo da sua carreira, vendeu sanduíches numa carrinha em São Paulo, estagiou com Alex Atala (D.O.M e Namesa) e na sequência abriu o seu próprio restaurante, o Sal Gastronomia.

“Estou muito feliz por poder cozinhar com grandes chefes portugueses e por representar a culinária brasileira em Lisboa”, refere.

Já o Chefe Thiago Castanho é conhecido por ter dado uma nova vida à cozinha tradicional amazónica, confecionando pratos que incluem vegetais, legumes e peixes nativos da região norte do Brasil. Também é um rosto assíduo da TV brasileira ao apresentar o programa Cozinheiros em Ação.

Jantar do Ano vai contar com a presença de dupla de grandes chefes de cozinha brasileiros
Belém, Pará, Brasil. Thiago Castanho, chef. 29/11/2018. Foto: Octavio Cardoso. créditos: ocfotografias@gmail.com

À frente dos restaurantes Remanso do Bosque e Remanso do Peixe, em Belém, Brasil, o chefe paraense apresenta receitas que representam a cultura da Amazónia. Thiago, depois de completar a formação académica, voltou o seu olhar para a tradição da cozinha amazónica e as suas receitas representam a cozinha do paraense, com pratos típicos e fartos, ideais para compartilhar. Os seus pratos possuem particularidades regionais, desde o uso de vegetais e frutas como açaí, cupuaçu, bacuri, e piquiá, até os peixes nativos como pirarucu, tucunaré e tambaqui.

“É uma grande honra ser um dos convidados d’O Jantar do Ano num país pela qual sou muito apaixonado. Já trabalhei há anos com o Vítor Sobral, já assinei azeite de produtor local e o cardápio de voo, com certeza vai ser inesquecível!”, diz.

De acordo com Francisco Mello e Castro, “a partir de agora, todas as edições d’O Jantar do Ano vão assumir um tema e estar envoltas em mistério pelo que, nesta edição de arranque do novo conceito, nos fez todo o sentido juntar forças com o Brasil, o nosso país irmão, e trazer para esta experiência dois dos melhores chefes brasileiros”.

Os bilhetes para o Jantar do Ano estão à venda em jantardoano.pt . A atriz Cláudia Vieira é a embaixadora desta noite e, além da Adega Mayor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.