A Ginginha do Carmo, um negócio que nasceu na Calçada do Carmo nos anos de 1930 e recuperado desde outubro de 2011 pelo empresário Jorge Rosmaninho, chegou-se ao rio (sem perder a sua morada habitual), e conquistou o Terreiro do Paço.

No quiosque, para além da ginginha, há licores, groselhas, capilé, mazagrã. Os preços variam entre o 1,35 euros e os 3,00 euros. Bom mesmo, é em certos casos o cliente poder encher o copo duas vezes, sem pagar mais.

Para completar há rebuçados de ovo de Portalegre e queijadinhas de Sintra.
O quiosque está aberto, todos os dias, entre as 11h00 e as 24h00.

No Carmo, o cliente pode provar a ginginha nos seguintes horários: segunda a quarta (13h30-24h00), quinta a sábado (13h30-02h00), domingo (13h30-24h00).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.