Os gelados são uma das paixões de Pedro Mendanha Dias, sócio-gerente da gelataria Don Pavili, no centro histórico de Oeiras. Outra é o Festival Eurovisão da Canção. "Sou fã há muitos anos, desde que me lembro", confidenciou ao Modern Life. O ano passado, quando Salvador Sobral ganhou em Kiev, resolveu criar um gelado inspirado em "Amar pelos dois". "Nunca na vida pensei ver Portugal a ganhar a Eurovisão", desabafa.

Na altura, pegando no número do título da canção e nas cores da bandeira de Portugal, misturou framboesa e hortelã e chamou-lhe Portugal 12 points. Em janeiro deste ano, quando a gelataria fechou para férias do pessoal, decidiu ocupar grande parte do tempo em pesquisas para criar 43 sabores, um para cada um dos países participantes, "aproveitando a liberdade criativa que a gelataria me dá", como sublinha.

Para isso, estudou a gastronomia típica, as bandeiras e até a geografia dos países. "Não queria criar sabores só por criar e os países da antiga URSS e da antiga Jugoslávia, em termos gastronómicos, são muito semelhantes", justifica. "No Chipre, como Nicósia é a única capital que está dividida, chamam-lhe a linha verde, eu fiz um gelado verde de pistácio com chocolate, para ter dois sabores que representassem as duas metades", diz.

"Nas cores da Macedónia, por exemplo, inspirei-me nas cores da bandeira", revela ainda. No início de fevereiro, Pedro Mendanha Dias começou a testar as receitas que elaborou. Espanha sabe a torrão de Alicante, França a chocolate com alfazema provençal, o Reino Unido a shortbread, as típicas bolachas de manteiga de origem escocesa. A Bélgica tem travo a cerveja e chocolate e a Austrália a pavlova de maracujá.

"O jardim", canção que Cláudia Pascoal interpreta com a participação vocal da compositora Isaura, é o novo sabor de Portugal, criado há apenas uma semana. "Tem morango, maracujá e hortelã", explica o autor. Hortelã para manter um dos ingredientes do ano anterior e "também para fechar um ciclo", como sublinha. "Como é uma canção sobre a perda, o maracujá confere-lhe um travo ligeiramente ácido", afirma o empreendedor.

"Ao mesmo tempo, é uma canção sobre a saudade, uma saudade boa. Juntei-lhe, por isso, o doce do morango. O gelado ficou com uma cor [de rosa] a condizer com a do cabelo da nossa intérprete", afirma Pedro Mendanha Dias. Até 12 de maio, ainda pode provar muitos dos novos sabores. "Depois, logo se vê. Mas, na semana a seguir ao festival, quero, pelo menos, fazer o do país vencedor e há sabores que irei repetir", promete.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.