O menu preparado pelo chefe Hermínio Costa propõe-se harmonizar, do principio ao fim, com os champanhes franceses da casa familiar e independente Cattier.

Um Brut premier cru é o primeiro champanhe a abrir, acompanhando a entrada - salada de lavagante e lagostins e panna cotta de espargos verdes. Como prato de peixe, o chefe elege Robalo de mar escalfado e arroz malandrinho de coentros e açafrão. O champanhe escolhido é o Blanc des blancs. Segue-se lombinho de veado, puré de batata-doce e compota avinagrada de cebola roxa e um Blanc des noirs. O champanhe Millésime é servido com a sobremesa: mil folhas de pera com chocolate e creme pralinê.

Os champanhes da prestigiada casa Cattier, produzidos desde 1918, na vila de Chigny les Roses, na montanha de Reims, chegam ao Egoísta pela BV Trading, representante exclusivo da marca em Portugal.

O restaurante Egoísta situa-se no edifício do Casino da Póvoa do Varzim e o jantar tem o preço de 45 euros por pessoa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.