Miguel Sousa Tavares entra num território onde não nos habituámos a vê-lo. Com a chancela da Oficina dos Livros, o autor de títulos como “Equador” e “Sul”, lança “Cozinha d’Amigos”. O livro reflete ao longo de 128 páginas a filosofia dos homens-cozinheiros domésticos da geração dos Beatles, que aprenderam a cozinhar, sem pretensão alguma e sem complicar. Reflete, também, o gosto de alguém que se habituou a confecionar com produtos portugueses: o peixe, o marisco, a caça e o porco, as ervas, o azeite, as batatas.

Para Miguel Sousa Tavares este “Cozinha d’Amigos” é um livro sobre “a superioridade da cozinha natural sobre a famigerada cozinha de autor, em que quem cozinha é sempre mais importante do que os produtos que usa”.

Um livro que procura cativar para a importância e o fascínio de comprar o que é bom e que se encontra nos belos e tradicionais mercados portugueses, evitando o supermercado, onde, como diz o escritor, ”nada sabe ao que é suposto ser”. Cozinha d’Amigos é um pouco a memória das horas, dias, anos, passados a cozinhar sozinho e contra a solidão ou para uma mesa cheia amigos do coração. A cada uma das 33 receitas corresponde uma boa história, uma viagem ou uma memória.

O livro tem mais do que apenas receitas: tem também o registo dos tiques e hábitos do autor na cozinha, das manias, das teorias e até dos estados de alma.

A obra chega aos escaparates prefaciada por José Manuel Barata-Feyo e com fotografias de José Pedro Monteiro.

O livro chega aos escaparates ao preço de 24,40 euros.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.