O roteiro tem tradição e, anualmente, leva a festa da cozinha regional aos concelhos do norte de Portugal, destacando os pratos mais emblemáticos. Desta forma, de 3 a 5 de janeiro, a jornada culinária apresenta, nos restaurantes de Peso da Régua, as tripas com arroz branco a casar com o vinho branco e fazendo do leite creme a sobremesa de eleição.

Ainda no primeiro mês deste 2020, os fins de semana gastronómicos percorrem o concelho de Amarante, de 10 a 12, com os cogumelos, o cabrito assado e as lérias, um doce conventual. Segue-se no calendário o concelho transmontano de Montalegre, no planalto de Barroso (24 a 26 de janeiro), onde não faltará o tradicional cozido com as carnes e enchidos locais. Para fim de refeição, a vez às rabanadas de mel.

Ainda em Trás-os-Montes, de 31 de janeiro a 2 de fevereiro, a descoberta de sabores acontece em Chaves e Ponte de Lima, com o afamado pastel de carnes do concelho, os presuntos e a feijoada à transmontana. Para sobremesa, uma vez mais, as rabanadas, no caso de Chaves e com enfoque nos rojões à minhota, arroz de sarrabulho e leite-creme, no caso de Ponte de Lima.

A restante programação será, a seu tempo, anunciada.

Diz-nos a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, promotora da iniciativa, que no período em que esta decorre, até novembro de 2020, serão servidas 210 receitas tradicionais regionais, mais de 100 receitas de doçaria tradicional e conventual, 50 produtos qualificados e vinho proveniente de cinco denominações.

No total, estão envolvidos 78 municípios, mais de 1000 restaurantes, 500 empreendimentos turísticos e 350 quintas, adegas e espaços enoturísticos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.