Já se sabia que não é a cerveja a culpada pelo aumento do perímetro abdominal e que a bebida até auxilia a combater a osteoporose. Agora descobriu-se que a cerveja também é nutritiva. Tal como o vinho, a cerveja é uma bebida fermentada e apresenta valores nutricionais muito superiores quando comparada com as bebidas destiladas, caso do vodka, uísque e licor. Assim o conclui a nova Tabela da Composição de Alimentos, recentemente publicada pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).
Devido aos seus ingredientes extraídos da cevada e do lúpulo, a cerveja contém vitaminas do grupo B e minerais como potássio, magnésio, cálcio e sódio, em contrapartida com as bebidas destiladas, que apresentam a este nível valores nulos. A cerveja contém também folatos, uma vitamina de particular importância que não é encontrada em mais nenhuma bebida destilada ou fermentada. Outra vantagem é a baixa concentração de calorias, bem como o baixo teor alcoólico, quando comparada com outras bebidas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.