Desde há cinco anos que o restaurante “Arzak” (há quatro gerações na mesma família de cozinheiros) consta entre os dez primeiros da lista anual dos 50 melhores Restaurantes do Mundo, distinção atribuída pela “Restaurante Magazine” com base na escolha de mais de 800 críticos gastronómicos.

Elena Arzak herdeira de uma linhagem de cozinha que remonta a 1897 viu-lhe, agora, atribuído o prémio “Melhor Chefe Feminina do Mundo Veuve Clicquot”, galardão que se inspira na vida e nas conquistas de Madame Clicqout, que há perto de 200 anos revolucionou, o papel das mulheres no mundo dos negócios relacionados com o champanhe.

A cozinha de Elena Arzak baseia-se numa conceção evolutiva, de vanguarda, baseada na investigação e na experimentação com os sabores. Uma cozinha basca, enriquecida com outras gastronomias. Para a revista britânica o restaurante “Arzak”, em San Sebastian, é “um dos mais influentes do Mundo”.

O prémio que distingue as mulheres na alta gastronomia foi atribuído pela primeira vez no ano passado, tendo recaído a escolha em Anne-Sophie Pic, “Maison Pic”, França.

No ano passado, a “Restaurant Magazine” atribuiu a Juan Mari Arzak (pai de Elena Arzak) um prémio que distingue o percurso profissional de uma vida.

Elena Arzak receberá o seu prémio no próximo dia 30, quando forem anunciados em Londres os restaurantes que integram a lista de 2012 dos 50 Melhores.

No ano passado, o vencedor foi o “Noma” (Dinamarca), seguido dos espanhóis “El Celler de Can Roca” e “Mugaritz”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.