Dirigido a produtores e a cooperativas de todas as regiões vitivinícolas do país, o Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola abarca néctares que sejam produzidos em Portugal, com Denominação de Origem ou Indicação Geográfica, que indiquem casta e/ou ano de colheita na rotulagem.

“O Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola tem como objetivo atribuir a distinção Tambuladeira dos Escanções de Portugal de Ouro, Prata e Bronze a vinhos engarrafados, nas categorias ‘Vinho Branco’, ‘Vinho Tinto’ e ‘Vinho Espumante’. Será também atribuída a ‘Grande Medalha de Ouro’ ao melhor vinho branco, tinto e espumante. Cada produtor pode submeter a concurso um vinho de cada categoria”, informa a organização, o Crédito Agrícola em parceria com a Associação dos Escanções de Portugal.

O painel de júri, composto por escanções, enólogos e jornalistas do sector, reunirá em Lisboa, a 27 e 28 de novembro, para a realização das provas cegas dos vinhos a concurso. Entretanto, até 20 de novembro decorre a fase de candidaturas, tal como estipulado no regulamento do concurso.

Podem participar na competição “associados e Clientes do Crédito Agrícola”, de acordo com a organização. A mesma fonte indica que “ao longo das seis edições, o Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola conta com a inscrição de mais de 1.300 vinhos, tendo reconhecido cerca de quatro centenas de vinhos brancos, tintos e espumantes, oriundos das regiões vitivinícolas dos Vinhos Verdes, Trás-os-Montes, Douro, Beiras, Dão, Bairrada, Tejo, Lisboa, Península de Setúbal, Alentejo e Algarve”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.