Sentados à mesa, tocados pela brisa marítima soprada desde um Atlântico de movida preguiçosa e de azul estival, agradecemos aos idos de 1895 quando em plena época vitoriana um tal Guy Beringer escreveu uma coluna para uma prestigiada revista, a “Hunter Weekly”.

Pode soar estranho porque neste século XXI, sob um firmamento de sol a pino, a 20 metros de altura, numa larga varanda, sobre uma vista próxima de piscina e um mar a perder-se no horizonte, para lá da baia de Cascais, somos tomados por um assomo de século XIX, da nevoenta e espartilhada Inglaterra vitoriana.

Por uma razão simples e de ligação direta entre o propósito de aqui estarmos no espaço Lobby Lounge do Intercontinental Hotel Estoril e a palavra que Guy Beringer cunhava para a história da alimentação na segunda metade do século XIX. O cronista, olhando para as refeições tardias que os seus conterrâneos faziam após as longas noites de tertúlias, havia de lhe parecer por bem, casar às mesa o pequeno-almoço (breakfast) e o almoço (lunch). Brunch, uma união que atravessaria todo um século, daria as boas vindas ao seguinte, saltaria para os hábitos alimentares da América do Norte que o redefiniu e fixava-se neste século XXI como um apetitoso chamariz para inaugurar com mangona domingueira a mesa.

Estoril: É carne, é peixe e muito mais o brunch de domingo do Lobby Lounge

Está pois dado o argumento para nos lançarmos à mesa de um dos mais bem fornecidos brunchs que a linha de costa que medeia entre a capital e a o Cabo Raso tem para nos oferecer.

Bem feitas as contas, aquilo que este brunch nos propõe entre as 12h30 e as 15h00, todos os domingos, é a oportunidade de reiterarmos na visita ao Lobby Lounge sem corrermos o risco de tropeçarmos nas mesmas opções de carta ou de nos enfastiarmos frente à paisagem. No primeiro caso estamos salvaguardados na robusta e rotativa oferta, no segundo caso, mar e céu congeminam diariamente para não nos darem uma feição igual. Não é generosidade, antes a prodigalidade da natureza.

Estoril: É carne, é peixe e muito mais o brunch de domingo do Lobby Lounge

Uma mesa generosa

Generosidade, encontramo-la, sim, na amplitude de carta, com mais de duas dezenas de propostas. Para um tira-teimas a este horizonte largo de propostas, o SAPO Lifestyle lança à mesa neste Intercontinental Estoril duas “escolas” nas artes dos comeres. Um repórter de linha dura, o mesmo é dizer, o amigalhaço dos ovos mexidos e dos enchidos, dos pães encorpados, das propostas que se encostam ao lunch, como as sopas, os peixes e as carnes, e menos ao breakfast. Estes, os comeres da linha menos ortodoxa, digamos mais light, cabem à repórter, embevecida com as saladinhas (muitas), os sumos naturais, o salmão marinado, os legumes ao vapor, os molhos delicados.

Mutos pretextos para confiarmos uns minutos de conversa a Duarte Batista. O chefe de cozinha é, ao fim de três meses neste Intercontinental Estoril, um homem ocupado e comprometido com os comeres dos diferentes espaços de restauração do hotel, casa onde também vamos encontrar o Chefe Executivo Miguel Lafin (uma estrela Michelin), à frente do Atlântico Bar & Restaurante.

Estoril: É carne, é peixe e muito mais o brunch de domingo do Lobby Lounge

É face à mesa abastada deste brunch domingueiro, enquadrada pelo céu e mar a permutarem o azul intenso do estio, que trocamos algumas impressões com este homem comprometido, como nos confidencia com “os sabores da infância. As memórias que chegam deste período estão sempre na minha cozinha. O peixe assado à portuguesa é algo muito presente. É claro que confiro ao que faço um toque mais moderno”.

Não poderia ser de outra forma. Nesta casa frente ao Atlântico, Duarte Batista, encosta a sua criatividade a uma cozinha longe das geografias da Cova da Beira, entre as serras da Gardunha e da Estrela, região onde há mais de 11 anos se formou na Escola de Hotelaria do Fundão. Aliás, temos visto nos últimos anos Duarte Batista como rosto e porta-voz de uma iniciativa associada àquele concelho da Beira Interior, o Festival Míscaros, festa dos cogumelos na aldeia de Alcaide.

No currículo, Duarte inclui, entre outras, as cozinhas do Marriott Praia d'el Rey, no Algarve, o Myriad na Torre Vasco da Gama (chefe Frederic Breitenbucher) e o alentejano L´AND & Vineyards, com o chefe Miguel Lafin.

Estoril: É carne, é peixe e muito mais o brunch de domingo do Lobby Lounge

“Na cozinha do Marriott aprendi as bases clássicas, por exemplo na produção de um fiambre, de um paté, foie gras. Já no L´AND & Vineyards, apoiei-me na exigência da qualidade do produto e a forma de o bem tratar”.

Uma síntese que o jovem chefe traz para esta mesa de domingo de brunch, “momento para cativar novos públicos, dada a diversidade de propostas”.

Um novo conceito e propósito que comprovamos à mesa. Isto sem que antes, tal como todos os outros que partilham a varanda nesta refeição (no caso vertente um naipe eclético de nacionalidades, com famílias portuguesa, alemã, francesa e brasileira), sejamos brindados com um Welcome Drink para refrescar. Chama-se “Mimosa” a bebida, uma mistura de espumante e sumo de laranja natural.

Crianças também entram

Mas vamos aos pratos. Primeiro a “linha dura”. Faz-se um périplo planante sobre a seleção de enchidos, uns `ovinhos` mexidos, um Gaspacho de melão, uma Bruschetta de cavala, um Creme de abóbora com amêndoa torrada (porque o presente articulista não passa sem sopa) e um misto de peixes com molho misto acompanhado por duas batatas a murro. Para enganar o prato, uma salada de cebola roxa. Ao que remata com uma Mousse de limão e um mini pastel de nata.

Coisa pouca, como se vê e com o regalo de saber que para além das propostas incluídas no brunch,  o comensal tem a oportunidade de pedir à carta. O que inclui, por exemplo, uns ovos estrelados, cozidos, escalfados ou omelete (6,00 euros a unidade). Há, ainda, Ovos Benedict, Florentinos e Omelete composta (7,50 euros a unidade)

Estoril: É carne, é peixe e muito mais o brunch de domingo do Lobby Lounge

Frente ao pantagruélico elenco, descansa no prato da companheira de lides gastronómicas, uma seleção de comeres nos antípodas da seleção alimentar e gustativa. Uma Salada de cebola, uma Salada de camarão com abacaxi onde cai um molho cocktail, um Tomate assado e cogumelos, acompanhado de legumes a vapor, um Fusilli e com tomate cherry, frutos secos e queijo mozzarella. A fechar, um Chaussan de maçã, a preencher o item dos apetites doces. A exceção ao regime light e veranil.

Na prática faz-se prova que este brunch servido à mesa Lobby Lounge preenche os requisitos de uma refeição que, quis a história alimentar, que não seja nem carne nem peixe, antes das duas, ao que acresce aquilo que os tempos lhe somam no que respeita às dietas e escolhas nos comeres. No caso vertente, serviu como um almoço de robustez, assim como um pequeno-almoço encorpado.

Estoril: É carne, é peixe e muito mais o brunch de domingo do Lobby Lounge

Uma largueza de carta que não omite os apetites infantis com as mini pizas, as espetadas de fruta, a gelatina de morango, as pipocas doces, mini muffins de chocolate, entre outros petiscos.

Uma refeição que orça os 29,00 euros por adulto (crianças dos quatro aos 12 anos beneficiam de 50% de redução no preço).

Sunday Brunch no Lobby Lounge do InterContinental Estoril

Avenida Marginal, 8023, Monte Estoril

Contactos: Tel.: 218 291 100; E-mail: liset.reservations@ihg.com

Horário: Domingo, das 12h30 às 15h30.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.