No cume da Rua da Picaria está aquele que se afirma como “o mais destemido dos restaurantes”, o Cruel. O espaço, que mantém a génese da sua identidade numa trilogia de menus (“medroso”, “cauteloso” e “cruel”), promove uma experiência integrada entre eles, “que não discrimina ninguém e que desafia à prova de um pratinho daqui e outro dali, havendo novidades em todas as categorias”, anuncia em comunicado a equipa do restaurante portuense.

“Já há alguns anos que o Cruel se apresenta aos seus clientes com uma oferta arrojada e difícil de encontrar. Levamos muito a sério o nosso conceito e por isso gostamos de brincar com as perceções, as texturas e os sabores. Nesta nova carta quisemos ir ainda mais além, trazendo à mesa alguma ironia e humor na caracterização de alguns pratos que vão certamente contribuir para uma experiência singular”, refere Marta Almendra, proprietária do Cruel.

Começando pelas novidades do “Menu Medroso”, o menos destemido da casa, para petiscar há Batatas bem-com-a-vida (6,5 euros) - agrias e doces, com molho medroso, maionese de alho e ervas -, Creme de cogumelos (5 euros) -  com tomate seco e croutons - e Croquetes cremosos de novilho (6,5 euros) - acabados de fritar com maionese de alho e limão. Nos pratos mais compostos há Bife de Atum (16 euros) - puré de batata-doce, bimis grelhados e molho verde - e ainda Frango Frito com Mac & Cheese de cheddar e tomate (15 euros). Já na sobremesa a novidade é a Memórias de Infância (6 euros) - de Cerelac, Nestum, Cornflakes e Chocolate - que vem com babete incluída.

Passando para as novidades do “Menu Cauteloso”, um pouco mais corajoso, há  Batatas bravas (6,5 euros) - normais e doces com molho cautelosamente picante, maionese de alho, pickles e ervas -, Camarões salteados com nduja, polenta cremosa de queijo (15 euros)  - com opção vegetariana - e ainda  Peito de pato (16,5 euros) - servido com pastilla, amêndoa, alperce, puré de cenoura com especiarias e arroz “com coisas”. Para adoçar a boca dos cautelosos há Toucinho do Purgatório (5,5 euros) - com morango, algodão doce e peta-zetas - e Espuma de baba de camelo (6 euros) - com maçã caramelizada, gelado de cardamomo e crumble.

Para os que gostam de se aventurar pelas propostas mais cruéis da carta, eis que se seguem as novidades do “Menu Cruel”. As Batatas iradas (6,5 euros) - normais e doces com molho picante, e maionese de alho -, o Patinho de borracha de foie gras (9,5 euros) - com ginjas e crackers -, o Bacalhau fresco (17,5 euros) - com açorda de línguas, ovo, coentros e chili crisp -, o Ensopado de barriga e bochecha de porco (16,5 euros) - com miso, cenoura, ervas e farturas - e, por fim, o Tártaro de novilho (cru)el (15 euros) - com alho negro, gema, papadum e cachaça de bambu. Para terminar a crueldade, a nova sobremesa desta categoria carta também promete elevar os mais bravos a um estado sobrenatural, com o novo Triffle de lima em coma alcoólico (6 euros). Para os que já tremem a esta hora, então o Bolo de chocolate Cruel M, L ou XL (8 euros) - mediante a preferência do tamanho - pode ser a melhor sugestão.

Na carta mantêm-se alguns dos clássicos do Cruel, tais como o Risotto de cogumelos em alucinação (16,5 euros), as Bolas de Berlim de mousse de salmão e wasabi (8 euros) e o Carpaccio de novilho com pesto e flor elétrica (7,5 euros).

O Cruel está aberto de segunda a sexta-feira, ao jantar, das 19h30-23h30. Ao fim de semana, o espaço abre ao almoço (12h30 - 15h00) e, ao jantar, - sábado das 19h30 às 00h00 e, domingo, das 19h30 às 23h00.  As reservas podem ser efetuadas através do número  924 400 259.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.