"Sinto que há uma vontade muito grande por parte dos clientes de voltar aos restaurantes. Não só às esplanadas, como se tem visto, mas também aos espaços de fine dining como é o caso do Alma", sublinha o chefe de cozinha Henrique Sá Pessoa.

Nesta primeira fase, a partir de 19 de abril, o restaurante galardoado com duas estrelas Michelin, reabre apenas durante a semana, com três menus de degustação adaptados aos diferentes momentos do dia: o “Origens” (75,00 euros), servido apenas no período de almoço até às 13h30, e os menus "Alma" (120,00 euros) e "Costa a Costa" (120,00 euros ), mais longos e disponíveis tanto ao almoço como ao jantar. É ainda possível optar-se pelas sugestões à carta.

Alma de Sá pessoa renasce a 19 de abril
Cenouras, bulghur, emulsão de alperce e alcaparra, queijo de cabra, azeite de cominhos, uma das entradas do menu "Alma". créditos: Amuse Bouche

"Para breve estão várias mudanças nos menus idealizados por Henrique Sá Pessoa", lemos em nota enviada às redações. “Sem querer revelar demasiado, Henrique Sá Pessoa antecipa uma carta que celebra os melhores produtos da temporada e com algumas opções ‘mais fora da caixa’”, adianta o referido comunicado.

"Vamos também fazer alguns upgrades nos pratos clássicos, pequenas alterações que nos permitam evoluir sem mexer na essência do prato", acrescenta Sá Pessoa.

O Alma estará aberto das 12h00 às 15h30 e das 19h00 às 22h30 apenas durante os dias de semana. A partir de maio, os horários deverão alterar-se de acordo com as novas regras em vigor, e serão divulgados no site do restaurante, assim como nas respetivas redes sociais. Aconselha-se reserva prévia através do website ou do número de telefone 213 470 650.

Alma

Rua Anchieta, nº15, Chiado, em Lisboa

Contactos: Tel. 213 470 650; e-mail alma@almalisboa.pt

Sá Pessoa descobriu o gosto pela culinária num projeto de intercâmbio nos Estados Unidos. Viveu e trabalhou em Londres e, em Sidney, e dirige atualmente vários restaurantes, dos quais se destaca o Alma (duas estrelas Michelin). Já viajou por todo o mundo, mas admite que o prato mais estranho que comeu foram patas de galinha cozidas, na China. Se pudesse cozinhar para qualquer pessoa, escolhia Marco Pierre White, chefe de cozinha de renome e um dos seus maiores ídolos. Sendo a culinária a sua paixão, há três ingredientes que nunca faltam na sua cozinha: azeite, atum e legumes.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.