"As oficinas francesas das casas Balenciaga e Yves Saint Laurent estão a preparar-se para o fabrico de máscaras assim que as autoridades competentes aprovarem o procedimento e os materiais", disse Kering, acrescentando que a produção será realizada "sob o respeito das mais rigorosas medidas de proteção sanitária para os seus trabalhadores".

Além disso, Kering entregará "nos próximos dias" aos serviços de saúde franceses três milhões de máscaras cirúrgicas que o grupo adquirirá na China e enviará para França, lê-se em comunicado do grupo.

A Gucci, por sua vez, prometeu fabricar 1,1 milhões de máscaras cirúrgicas e 55.000 fardas para os profissionais de saúde em Itália, o país mais afetado pela pandemia, onde já morreram pelo menos 6.077 pessoas.

Kering também fez uma doação, cujo montante não especificou, ao Instituto Pasteur em França para apoiar a pesquisa sobre a COVID-19.

A Rival de Kering, a gigante de luxo LVMH, lançou há uma semana o fabrico "em grandes quantidades" de álcool-gel para hospitais em três das suas fábricas francesas, normalmente destinadas aos perfumes e cosméticos da Dior, Guerlain e Givenchy.

Como lavar bem as mãos para se ver livre de vírus e outros microrganismos?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.