Já não é segredo. Após quatro anos na direção artística da casa parisiense fundada por Yves Saint Laurent e apenas uma semana depois de terminar o contrato, o grupo detentor da marca anunciou a partida de Hedi Slimane, representando, assim, mais uma mudança no destino da assinatura. Com esta saída, diz-se adeus àquele que foi o responsável por uma nova identidade da marca.

O estilista controlou, ao longo destes quatro anos, o design do vestuário e dos acessórios e monitorizou e filmou as campanhas publicitárias da casa. Apresentou uma mulher com espírito rockeiro, representada por ícones como Courtney Love ou Marilyn Manson, apostando no uso de jaquetas de couro, calças justas, botas pretas, sacos pretos, bandanas e camisolas de riscas de cores impensáveis.

Em 1997, iniciou a sua carreira como diretor de coleções masculinas na Yves Saint Laurent antes de passar à casa Dior. Uma década mais tarde, deixou o mundo da moda para se dedicar à fotografia mas o melhor estava para vir e, em 2012, retorna às fileiras da Saint Laurent, entretanto rebatizada, com mais poder e influência que nunca. Em quatro anos dobrou as receitas, rejuvenesceu o público e assinou contrato por duas vezes com a it girl do momento, Cara Delevigne.

Tudo isto se refletiu nas finanças de 2015, onde a marca registou um crescimento de cerca de 38%. Espera-se, agora, que a casa Saint Laurent anuncie o sucessor de Heli Slimane, embora tudo indique que será Anthony Vaccarello, o designer belga de 33 anos, que lidera atualmente a Versus, a segunda linha da Versace. Criada em 1989 por Gianni Versace, a marca foi uma oferta do estilista italiano à irmã, Donatella Versace.

Texto: Eva Falcão

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.