A AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal e o MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia voltam a unir-se para uma parceria, onde a sustentabilidade é a protagonista.

Seis marcas de joias portuguesas foram desafiadas a criar uma coleção exclusiva inspirada no conceito de upcycling, através da incorporação de materiais reutilizados.

A coleção “Portuguese Jewellery X MAAT: Rethink. React. Reshape” está disponível nas lojas dos dois espaços expositivos da Fundação EDP, MAAT e Central Tejo.

Ana Bragança, Clélia Jewellery, Leão Creative, Lia Gonçalves, Mariana Machado e Wonther desenvolveram parcerias inéditas com outras marcas ou entidades para a criação de peças a partir de desperdícios ou de materiais reciclados, com o objetivo de sensibilizar para a emergência da ação climática e da moda sustentável.

Recorde-se que, no âmbito desta mesma iniciativa, as marcas de joias estarão em exposição e venda com as suas coleções próprias nas lojas dos museus, num sistema rotativo que pretende promover e valorizar a joalharia contemporânea e de autor portuguesa.

Todas as propostas da coleção “Portuguese Jewellery X MAAT: Rethink. React. Reshape”, desenvolvidas em exclusivo para a iniciativa, partiram de uma parceria entre as seis marcas de joalharia portuguesa e marcas ou entidades com as quais trabalharam em conjunto para o reaproveitamento de conceitos ou materiais, que se integram com o metal para criar peças que revelam na criatividade do desenho, a premência da mensagem.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.