Apesar de ser um verdadeiro período de estado de graça, a verdade é que a gravidez tende a deixar marcas físicas no corpo da mulher, uma situação que acaba por mexer com a sua autoestima e até com o seu bem-estar em muitas situações. Depois da maternidade, existem procedimentos estéticos que podem melhorar essa situação. Siga os nossos conselhos e escolha o melhor tratamento para si:

- Combater as estrias

Somente 10% das mulheres se livram delas. Durante a gravidez, a pele da barriga tem pela frente a dura tarefa de esticar até dez vezes o seu tamanho normal para poder albergar o feto. Por isso, não é de estranhar que as fibras elásticas se rompam dando lugar ao aparecimento das inestéticas estrias. São muitos os fatores que contribuem para o aparecimento das estrias. Ao considerável estiramento a que é submetida a pele, junta-se o aumento da secreção hormonal que inibe a formação de fibroblastos, responsáveis directos pela firmeza e tensão da pele.

Como se isto ainda fosse pouco, muitos dos ingredientes presentes na derme são consumidos pelo feto, deixando a pele da mulher com baixas defesas naturais para enfrentar as mudanças. A cosmética pouco pode fazer pelas estrias já instaladas (as de cor esbranquiçada), mas se forem recentes (ainda avermelhadas) pode ajudar a atenuá-las. Um dos instrumentos ao seu alcance é o laser pulsado.

«É usado quando as estrias ainda são recentes e faz uma fotocoagulação dos tecidos, promovendo a contracção das fibras de colagénio, o que vai estreitar as estrias e eliminar a vermelhidão», explica Miguel Trincheiras, dermatologista. O preço ronda, em média, os 200 € por sessão. Para estrias já brancas, aconselha-se a carboxiterapia, que consiste na administração subcutânea de CO2, neste caso directamente na cicatriz, de forma a estimular a produção de colagénio. Preços a partir de 50 € por sessão.

- Eliminar as varizes

O inchaço das pernas e a má circulação da qual foi vítima durante a gravidez pode deixá-la com as inestéticas e incomodativas varizes. A circulação das veias das pernas dá-se em sentido contrário à gravidade e, quando as válvulas não funcionam bem, o sangue acumula-se nas veias e estas ficam mais visíveis e incham. Durante a gestação, existem vários fatores que entorpecem este percurso como um maior volume de sangue a circular pelas veias e a distensão das paredes venosas por acção hormonal.

A cosmética destinada a aliviar as pernas pesadas e favorecer a circulação de retorno, rica em agentes tonificantes e drenantes. Vasculight é um tratamento de Laser Neodimio-Yag que se baseia no princípio de fototermólise seletiva. Após as sessões, o paciente pode voltar à sua vida normal, mas deve evitar a exposição ao sol. Os resultados são visíveis dois meses depois do início do tratamento. O preço varia entre os 1.250 € e os 2.500 € por sessão.

Outra solução é o laser endovascular. Este tratamento consiste na transmissão de energia do laser ao interior das varizes, que depois serão absorvidas pelo organismo. É praticamente indolor, não necessita de pontos já que o procedimento é feito mediante micro-incisões. O preço oscila entre os 2.500 € e os 4.000 €, consoante o número de varizes a tratar.

Veja na página seguinte: Peito flácido e/ou com estrias

- Peito flácido e/ou com estrias

É umas das principais preocupações das mulheres depois de darem à luz.  «Gravidez e aleitamento trazem consigo, muitas vezes, estrias, flacidez e ptose da mama», afirma Mário Jorge Freire dos Santos, cirurgião plástico. A lactogénica placentária é a hormona que causa o drástico aumento do volume dos seios. O problema surge depois, quando as formas voltam ao sítio e se rendem à lei da gravidade. Os cremes específicos para o peito são ricos em agentes tensores e refirmantes, como o Cellbust-XT e Cellcosmet à venda em farmácias e perfumarias  seleccionadas.

O criolift é um dos procedimentos disponíveis. «Através de um sistema de frio, denominado célula de peltier (que chega aos 10 graus negativos), consegue-se uma vasoconstrição, uma tonificação tecidular e muscular da zona do peito», explica Mário Jorge Freire dos Santos. O pacote de 15 sessões custa 1.200 €.

Outra solução é a carboxiterapia com Cdt Evolution, um procedimento não cirúrgico que utiliza CO2 medicinal, por via subcutânea. «Além de outras indicações, esta tecnologia tem a possibilidade de melhorar a flacidez do tecido e as estrias da mama», esclarece o cirurgião plástico. O pacote de 15 sessões custa 900 €.

- Acabar com as manchas

São conhecidas como melasma ou pano de gravidez. São manchas que se assemelham às provocadas pelo sol e pelo envelhecimento cutâneo e que se manifestam especialmente nas mulheres grávidas. A culpada é uma hormona segregada durante a gravidez que estimula a melanina. Para as eliminar, pode recorrer a um despigmentante à base de hidroquinona.

«Este tratamento, importado dos Estados Unidos da América, é o único eficaz no tratamento das manchas e é composto por líquido de limpeza, tónico, esfoliante e creme aclarante», afirma o dermatologista. Os resultados são visíveis três a quatro semanas depois do início do tratamento. O preço varia, em média, entre os 250 e os 500 €. Pode ser aplicado em casa, após prescrição médica.

- Unhas frágeis

Durante a gravidez endureceram e cresceram mais rapidamente. Depois do parto não serão as mesmas. Durante a gravidez, as unhas tendem a crescer mais rapidamente e melhor mas, depois do parto, tornam-se mais frágeis. Experimente o Mavala Scientifique Durcisseur d’Ongles, Mavala, à venda em farmácias e perfumarias. Endurece a placa córnea, combatendo as unhas moles e descascadas.

Outra solução passa pela aplicação de banhos de parafina. Este tratamento rejuvenesce, nutre e hidrata a pele das mãos, para além de ajudar a recuperar a saúde das unhas. Preços a partir de 8 € por sessão.

Veja na página seguinte: Como combater a flacidez abdominal

- Como combater a flacidez abdominal

Uma média de 12-15 quilos extra, acumulados em volta do abdómen, explicam tudo. Voltará a ter cintura, mas terá de ter paciência. O feto precisa de espaço para crescer e, uma vez passado o parto, não é fácil que a pele excedente volte ao seu sítio. Juntam-se factores como a gordura acumulada e a flacidez. Não subestime a eficácia da cosmética adelgaçante especializada no ventre e hidrate-o bem.

Para o tonificar, experimente um tratamento de electro acoustic therapy. Indicado para regenerar as estruturas do tecido dérmico, este aparelho ajuda na formação de novos tecidos, melhora a elasticidade e a textura da pele, dando-lhe firmeza, graças à aplicação simultânea de ondas eléctricas e acústicas. São necessárias, em média, 10 sessões. Preços a partir de 60 € por sessão.

O Ultrashape é outro dos equipamentos disponíveis. Trata-se de um equipamento que realiza uma remodelação ultrasónica destruindo as células de gordura sem danificar os tecidos adjacentes. Numa sessão pode perder-se até três centímetros de contorno corporal. Este procedimento está disponível a partir de 500 € por sessão.

- Queda de cabelo

Claro que não, no entanto, depois de dar à luz é normal ter uma queda de cabelo intensa. O cabelo diminuiu o seu ritmo de renovação e os fios de cabelo que deveriam ter caído de acordo com o seu ciclo habitual de vida não o fizeram. Ao recuperar a sua vida hormonal habitual parece que o cabelo não pára de cair. Pode consumir suplementos alimentares que diminuem a queda capilar como o Bioclin Kera cápsulas, Dermoteca, à venda em farmácias. É rico em aminoácidos, vitaminas, sais minerais e extractos vegetais.

Outra das soluções recomendadas tem o nome de Stimuliste. É o primeiro tratamento antiqueda em spray da marca Kérastase (48 €), à venda em cabeleireiros. O seu aplicador especial proporciona uma aplicação prática, rápida e uniforme do produto. Estimula o crescimento natural do cabelo, que fica também mais denso e com mais espessura.

- Cicatriz provocada pela cesariana

A cicatriz da cesariana pode ser reduzida à mínima expressão se forem tomadas medidas imediatas. Sempre que o parto apresenta dificuldades, os obstetras recorrem à cesariana. Apagar as cicatrizes via cosmética é impossível, mas se forem recentes podem ser minimizadas com de cremes cicatrizantes. Experimente o Cicalfate, de Avène, à venda em farmácias.

No que se refere a tratamentos clínicos, o laser CO 2 fraccionado é a solução apontada por Miguel Trincheiras para melhorar a cicatriz da cesariana. Estimula os fibroblastos e a regeneração da pele.

Texto: Rita Caetano com Miguel Trincheiras (dermatologista)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.