O aconselhamento do sutiã certo (bra fitting) ajuda cada mulher a descobrir o tamanho do seu sutiã, assim como os modelos indicados para si. Fique com as recomendações da Dama de Copas.

O sutiã define as proporções do corpo da mulher. Dele depende a forma como a roupa vai assentar Um mau sutiã pode estragar um visual. Já um bom sutiã, adequado ao corpo, vai corrigir ou salientar uma silhueta.

É a peça essencial no guarda-roupa de qualquer mulher, por isso é importante saber escolher o sutiã adequado, tanto por uma questão de estética como de saúde.

A maioria das mulheres veste sutiãs errados. Isto acontece porque existe uma dificuldade enorme em definir o tamanho adequado de sutiã, isto é, traduzir correctamente as medidas para a tabela e escolher sozinha através de provas o tamanho certo.

O sutiã é uma peça bastante complicada e a maioria das mulheres não faz ideia como que deve assentar da forma correcta, mas a verdadeé que também nunca ninguém lhes ensinou. A publicidade sobre lingerie não ajuda, porque, se observarmos bem, na maioria dos anúncios os sutiãs são demasiado pequenos nas copas e largos nas costas.

Por outro lado, vemos modelos com peitos firmes e pequenos que ficam bem com qualquer coisa. Já uma mulher “normal”, com outras medidas, vai ter um efeito bastante diferente.

Outra razão que dificulta esta tarefa para a mulher consiste na pouca variedade de tamanhos que o mercado tem para oferecer. As mulheres acabam por viver no mundo das copas A, B e C!

Entram numa loja de lingerie típica e quando perguntam pela copa D a vendedora olha para elas a dizer “Para si copa D? A menina não tem peito para ter esta copa”. Não é fácil e acabam por ser avaliadas em 2 segundos. No entanto, existem sutiãs com copas acima de D e que não estão directamente ligados a peitos grandes!

A maioria das mulheres não gosta de gastar dinheiro com lingerie. Compram, por exemplo, sapatos ou malas caras, mas um sutiã barato. Um sutiã barato também se gasta mais rápido e em pouco tempo acabam por comprar um novo.

O mais eficaz é ter dois ou três bons sutiãs de tamanho correcto do que ter dez ou quinze, que não servem, e que só ocupam a gaveta, acabando por estragar o peito.

Os especialistas calculam que, em média, cada mulher mude de número de sutiã seis vezes ao longo da vida, devido a alterações hormonais e oscilações de peso.

Recomende às suas clientes que procurem uma especialista em aconselhamento de sutiãs, e observe como a sua auto-estima aumenta, apenas por causa de um novo sutiã.

Vantagens do sutiã correcto
- O sutiã de tamanho adequado muda toda a silhueta da mulher, ganhando cintura porque os seios ficam levantados e centrados.
- Os seios deixam de se tocar entre si e na pele por debaixo destes, deixando de transpirar ou criar irritações cutâneas nestas zonas.
- Um sutiã certo fica imóvel no corpo, não sendo preciso ajustá-lo ao longo do dia.
- Os seios nunca mais sobressaem das copas com qualquer movimento.
- A mulher fica com a postura ideal, sem sobrecarregar e vincar os ombros e sem dores nas costas.

 

Saiba mais na próxima página

As medidas certas

Tirar medidas para definir o tamanho do sutiã pode parecer fácil (uma medida por baixo do peito outra por cima do peito), mas tudo se torna mais difícil quando temos um peito mais volumoso, mais flácido, pesado ou descaído. Por isso existem várias maneiras de medir o peito:

Definir a medida de costas
É igual para todo o tipo de peito, ou seja: para medir bem as costas tem de se colocar a fita métrica mesmo por baixo dos seios na linha horizontal, em expiração e apertando muito bem. Aponta-se o valor em centímetros.

Definir a medida de copa
Varia, ou seja: para definir a sua medida de copa coloca-se a fita métrica no sítio mais volumoso do peito, tem que estar em inspiração. Aponta-se o valor em centímetros.

Atenção:
- As medidas da copa devem ser tiradas sem sutiã ou com um sutiã mole, isto é, um sutiã sem almofadas, escolhe-se a medida maior!
- A melhor forma de medir peitos firmes de médio e pouco volume é de pé e com as costas direitas.
- A forma correcta de medir peitos descaídos e pesados é com o tronco na posição horizontal, ou seja, com as costas dobradas (o corpo fica num ângulo de 90º). Só desta maneira se consegue “apanhar” todo o volume e comprimento do peito.
- Atenção que quando fizer a medição deve garantir que a fita está na vertical e não torta, e deverá tocar com a fita no mamilo.

Peito muda ao longo da vida

O suporte principal para o peito são as alças grossas? É desnecessário usar sutiãs quando se tem implantes mamários? A resposta é não! Os estudos mostram que em média a mulher muda 6 vezes de tamanho de sutiã!

Cada vez que existem alterações de peso isso pode alterar o tamanho do sutiã. Os estilos e modelos de sutiãs também têm de mudar ao longo da vida à medida que o peito altera. Adolescência, gravidez, amamentação, após amamentação, menopausa e doenças são etapas-chave na vida de cada mulher.

Nesses momentos, a silhueta modifica-se e o peito também! Com estas alterações o peito precisa de um sutiã adequado para a roupa assentar melhor e para a mulher se sentir bonita e confortável com ela própria. É muito importante começar a usar o tamanho certo de sutiã desde muito cedo, ou seja, na adolescência, e ir adaptando-o ao longo da vida.

Gravidez e amamentação
Durante a gravidez e a amamentação, o peito aumenta e fica muito sensível. Precisa de um bom suporte para o proteger e separar da barriga. Podemos continuar a usar sutiãs normais, mas com uma adaptação para amamentação ou sutiãs já desenhados para amamentação. Depois da amamentação, por norma o peito descai e fica muito mais mole, o que pode baixar a autoestima da mulher.

Durante a gravidez o corpo da mulher muda, sobretudo o peito. Em geral, já se notam alterações no peito ao 2.º mês de gravidez: começa a ficar maior, mais pesado e mais sensível. Quem tem um peito menos volumoso fica feliz com estas alterações, mas quem já tem muito peito pode ter dificuldades acrescidas em arranjar um sutiã de tamanho adequado, e, mais ainda, um de que goste…

Infelizmente, a maior parte das mulheres pensa que não vale a pena investir em sutiãs nesta altura. Optam por um ou dois sutiãs muito elásticos que se adaptam para toda a gravidez. Nada mais enganador! O período da gravidez e da amamentação é o mais importante, quando o peito tem de estar bem sustentado, ou seja, ficar imóvel dentro do sutiã!

Mas atenção, não se consegue prever quantas “copas” e quantos “tamanhos de costas” vão aumentar durante a gravidez. Por isso tem de se ajustar o tamanho do sutiã cada vez que haja uma alteração do corpo que o justifique, como seja, uma sensação de aperto na zona do aro, ou notar que a mama sai da copa, etc.

O peito na menopausa
Na menopausa, com as alterações hormonais, na maioria dos casos o peito aumenta e fica mais flácido. Ao longo da vida também surgem doenças que podem culminar em intervenções cirúrgicas no nível do peito, como o cancro da mama, quistos, etc. Para estes casos podem-se continuar a usar sutiãs normais com adaptações próprias em vez de usar os sutiãs “ortopédicos”.

Saiba mais na próxima página

Como vestir o sutiã

Independentemente de utilizar o tamanho certo, é muito provável que também esteja a colocar o sutiã de uma forma incorrecta. Saiba como deve vestir um sutiã.

1. Com as alças no comprimento máximo nos ombros, projecte o corpo para a frente e encaixe os seios dentro de cada copa. Feche o sutiã no primeiro colchete. Os outros servirão para, ao longo do tempo de uso, se ir ajustando a largura nas costas à medida que a banda for perdendo elasticidade.

2. Mova e ajeite os seus seios com as mãos, até preencherem completamente a copa do sutiã. Mantenha sempre a banda do sutiã na mesma posição. Os aros devem assentar no esterno, mas sem apertarem demasiado.

3. Mantendo as alças no lugar, agite o peito para que entre bem na copa. Os seios começam por debaixo das axilas, por isso, deve começar por “pegar” nesta zona! Para colocar os aros mesmo debaixo dos seios, agite o sutiã suavemente, para a esquerda e para a direita.

4. Solte as alças dos ombros e ajuste o seu comprimento. Deve encurtar a alça até conseguir colocar não mais do que dois dedos entre a alça e o ombro. Só precisará de ajustar as alças na primeira vez que coloca o sutiã. Não se esqueça: não coloque pressão excessiva sobre os ombros. As costas do sutiã, e não as alças, é que devem ser o principal suporte para o peito.

Uma questão de energia
Apesar de não estar provado que os aros dos sutiãs fazem mal, surge um alerta do Oriente sobre as más energias: devemos ter cuidado com sutiãs com aros de metal, pois estes atravessam os meridianos do corpo, podendo bloquear a passagem do chi (energia vital nas filosofias orientais) e estagnar a energia.

Os 5 erros mais comuns

1. O tamanho de costas é demasiado largo. O fecho do sutiã não deve afastar-se mais de dois dedos das costas. Se isso acontecer, a peça está muito larga e não sustém o peito.

2. O meio do sutiã não assenta no esterno. Ineficaz, sobretudo para os tamanhos médios e grandes.

3. Copas demasiado pequenas. Os aros do sutiã devem acompanhar o peito, desde o centro da axila até ao esterno. Aros colocados muito abaixo do peito deixam-no descair. Outra das consequências mais inestéticas é o efeito de duplo peito, em que cada seio parece dividido em dois ou sair peito para fora da copa, e de lado, junto às axilas.

4. Usar sutiãs com push-up é muito popular entre as mulheres de peito pequeno. Mas a copa, geralmente pequena, esmaga os seios, empurrando- os para cima e para os lados do sutiã. Segundo a Escola Britânica de Osteopatia, este formato pode “restringir os movimentos e magoar as costelas e o diafragma”.

5. O uso do minimiser costuma ser indicado para mulheres de peito grande para um efeito redutor. Mas espalma-o contra a caixa torácica. De lado, parece efectivamente mais pequeno, mas, visto de frente, alarga a silhueta e não fica com uma forma arredondada e estética.

Uma questão de saúde

Um estudo britânico alertou as mulheres: um mau sutiã pode provocar problemas de saúde. Lesões nas costas, indigestão e dores de cabeça são alguns dos sintomas.

A causa principal é o tamanho, pois a maioria das mulheres não sabe escolher o tamanho de sutiã correcto, acabando por cometer vários erros que podem vir a prejudicar a saúde.

O estudo da British Chiropractic Association (BCA) revelou que a grande maioria das mulheres (83%) admite que a aparência é o principal factor a ter em conta quando compra um sutiã, e só uma em cada cem considera que o suporte do sutiã é determinante na escolha.

Saiba mais na próxima página

A pesquisa mostra ainda que 77% das mulheres estavam a usar o tamanho errado de sutiã. Segundo alguns médicos, os sutiãs devem ser bem escolhidos, pois um sutiã inadequado pode levar, por exemplo, à sobrecarga dos ombros, provocando também dores de costas.

Segundo Camila Coutinho, médica oncologista, “o sutiã adequado é, aquele que consegue aliar a sustentação, a comodidade e a estética. Deve ser considerado o tamanho das costas e tamanho e forma do peito".

É importante que o soutien suporte adequadamente o peito de forma a manter a flexibilidade dos ligamentos que o sustentam. Os aros podem ser úteis mas devem estar em posição adequada, ou seja, acompanhar o peito desde o centro da axila até ao esterno.

A qualidade dos materiais utilizados na confecção do sutiã também deve ser considerada, nomeadamente elásticos e tecidos. É preferível o uso de algodão ou tecidos mistos. A saúde e a beleza do peito são parte integrante do bem-estar físico e psicológico da mulher, daí a importância da escolha de um sutiã adequado”, explica.

Os fisioterapeutas confirmam ainda que o mau uso do sutiã pode provocar problemas de postura. “A escolha adequada de um sutiã é essencial para permitir uma boa postura. Esta está directamente relacionada com o correcto alinhamento dos ombros, bem como com o alinhamento da coluna cervical.

Desta forma, um bom sutiã deverá permitir um correcto suporte dos seios e impedir a projecção anterior dos ombros. O material é de extrema importância, pelo que deverá ser sem costuras de forma a não realizar zonas de compressão.

Quando tal acontece, existem estruturas nervosas e circulatórias que serão comprimidas e levam a dor e alterações na biomecânica dos ombros, alterando a postura”, refere Joana Moinho, fisioterapeuta.

De acordo com a British School of Osteopathy (BSO), a falta de um bom suporte do peito pode causar problemas respiratórios e, quando o sutiã é demasiado pequeno, restringir o movimento de forma a magoar as costelas e o diafragma.

Mais: pode mesmo, em casos extremos, contribuir para a ocorrência de indigestão e de problemas intestinais, ainda segundo a BSO. Jon-Morton Bell, osteopata, concorda que “um sutiã apropriado é a chave para a saúde da coluna, o correcto suporte para o peito tem um enorme impacto na prevenção das dores de costas”, explica.

Saiba mais na próxima página

Quanto tempo dura?

Não é fácil responder a esta pergunta. Tudo depende do modo de utilização e da frequência com que se veste o mesmo sutiã. Segundo Inês, especialista em bra fitting “primeiro, depende das alterações de peso porque o nosso peito muda também com estas variações, logo, temos de mudar o tamanho do sutiã.

Segundo, depende das vezes que usamos o mesmo sutiã. E terceiro, depende de como cuidamos da lingerie, ou seja, a forma como lavamos e secamos as peças. Segundo a nossa experiência, um sutiã de tamanho certo pode durar desde 6 meses a 2 anos, mantendo a sua elasticidade original.

As sessões de bra fitting devem ser repetidas de seis em seis meses ou quando tiver alterações de peso!” Mas a sua vida pode ser prolongada. Como? “Não utilizando o mesmo sutiã mais do que dois dias seguidos. Desta forma os elásticos e as fibras que o compõem podem descansar.

Por isso é importante ter mais do que um sutiã no armário para poder ir variando. Visto que também não existe um sutiã ideal para todo o tipo de roupa e para todas as ocasiões. Precisamos sempre de estilos e de cores diferentes de sutiãs. A lavagem também é muito importante.

Os sutiãs devem ser lavados à mão! Mas se tiver de os lavar na máquina tem de os colocar dentro de um saco específico que os proteja adequadamente”, aconselha a especialista.

Na gaveta de uma mulher é indispensável ter: um sutiã de cor bege (para roupa clara) e um sutiã preto ou colorido, um sutiã de estilo plunge (para decotes em V), um sutiã balconnet (para decotes em U) e pelo menos um sutiã cai-cai ou multiusos.

7 mandamentos do sutiã
1.
O peito deve encher as copas.
2.
Os aros devem estar imediatamente por baixo do peito.
3.
É nas costas do sutiã que está 70% do suporte.
4.
S e as costas de um sutiã são facilmente afastadas do corpo, deve-se escolher um tamanho mais pequeno.
5.
A parte da frente do sutiã deve assentar perfeitamente no esterno.
6.
A s alças não são mais do que um complemento ao suporte oferecido pelo sutiã.
7.
As alças não devem estar demasiado subidas nem apertar os ombros.

 

Conceito inovador

Porque nem sempre é fácil escolher o sutiã certo, Margarida e Inês fundaram um novo conceito sobre a forma como as mulheres devem escolher o sutiã. As duas empresárias criaram o espaço Dama de Copas, um salão/consultório onde cada mulher tem um atendimento personalizado com aconselhamento sobre qual será o melhor sutiã para a sua silhueta.

Nesta consulta de Bra Fitting fala-se sobre os erros a evitar quando se compra e quando se veste um sutiã, fazem-se as devidas medições para encontrar o tamanho certo, e experimentam-se vários sutiãs de vários modelos para verificar qual o mais adequado.

O resultado pode mudar completamente o corpo da mulher, a silhueta fica mais elegante. O aconselhamento é grátis e individual. Pode-se também optar por workshops com amigas.

Edição: Stela Martins
Foto de entrada: Intimissimi
Fotos ilustração: Dama de Copas, Lisboa
Fonte:Dama de Copas Lingerie & Bra Fitting
Agradecimentos: Dama de Copas, Lisboa; Joana Moinho, fisoterapeuta, Fisiogaspar; Camila Coutinho, médica oncologista

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.