A pele em redor do olhos é a primeira a refletir as marcas do stresse, do cansaço e do envelhecimento. Os papos e as olheiras são os grandes delatores destes problemas. Se está farto desse olhar de carneiro mal morto, mas ainda não se sente preparado para recorrer ao bisturi, conheça os tratamentos inovadores que ajudam a atenuá-lo. Atualmente, já há vários tratamentos estéticos a que se pode recorrer para conseguir uma redução dos indesejados papos e as olheiras, quando o bisturi não é possível ou desejado. Não os eliminam por completo (são ainda o calcanhar de Aquiles da medicina estética) mas ajudam a atenuá-los.

São tratamentos pouco invasivos, quando comparados com a alternativa cirúrgica, feitos com equipamentos inovadores, que influenciam favoravelmente a tonicidade da pele, pelo impacto que têm nas suas fibras de sustenção, reduzindo, assim, os problemas associados a esta zona, em particular os papos e alguns tipos de olheiras. Estes são os tratamentos a que pode recorrer para conseguir um novo olhar:

- Carboxiterapia

O especialista em medicina estética António Boavida elege este método para dissimular as olheiras. A taxa de sucesso, garante, pode chegar aos 40% e o preço médio ronda os 35 € a 45 € por sessão. O método centra-se na infiltração terapêutica de gás carbónico, através de um equipamento específico, que ativa e aumenta a micro-oxigenação da zona a tratar. O tratamento, para além de melhorar as olheiras, também combate a flacidez. É, portanto, um tratamento antienvelhecimento.

Um mecanismo computorizado permite controlar o volume de saída de gás a introduzir por baixo da pele através de uma agulha finíssima na zona da pálpebra inferior e/ou superior. A quantidade de CO2 a inflitrar varia consoante as necessidades de cada paciente, determinadas pelo médico após correta avaliação do tipo de olheira em questão. Não deixa cicatrizes mas pode haver um pequeno hematoma que desaparece num ou dois dias.

O especialista António Boavida está convicto de que a carboxiterapia consegue, de um modo geral, diminuir significativamente as olheiras azuladas/arroxeadas. Podem, no entanto, ser necessárias cerca de 10 sessões, uma por semana ou, em casos mais graves, duas por semana (cada sessão demora dois a três minutos). António Boavida assegura que os resultados são bastante duradouros, mais ainda se forem acompanhados de alguns cuidados, nomeadamente uma hidratação diária do contorno dos olhos com um produto à base de vitamina K, uso de proteção solar, alimentação adequada, repouso correto e controlo do stresse.

Veja na página seguinte: O método que faz retrair a pele

- Radiofrequência

Mais conhecida por redefinir o contorno corporal, também ajuda a reduzir os papos no contorno dos olhos, graças à retração que produz na pele. É sobretudo um tratamento de firmeza contra a flacidez. De acordo com a dermatologista Manuela Cochito, que utiliza o equipamento Accent, «este tratamento compacta a gordura (desde que esta não seja excessiva), retrai o excesso de pele e densifica os tecidos existentes». Isto resulta num contorno dos olhos mais firme e, por isso, rejuvenescido.

Uma sonda percorre a superfície da pele da zona a tratar, emitindo ondas de radiofrequência que elevam a temperatura da derme, de forma a agir sobre os adipócitos (células gordas) e a estimular a produção de colagénio e elastina, as fibras que sustentam a pele. Permite, assim, minorar visivelmente os papos, devido a uma contração da gordura e a uma retracção da pele da bolsa. O tratamento tem um custo médio de 300€ por sessão, valor que inclui o tratamento completo do rosto.

Manuela Cochito aconselha este tratamento a pessoas com papos pronunciados mas não excessivos. Para esses casos a blefarospatia (cirurgia do contorno dos olhos) é a solução definitiva. Não atua em olheiras. O tratamento consiste em seis sessões, uma por mês (com duração de uma hora). Os efeitos começam a notar-se, normalmente, a partir do segundo mês e mantêm-se até quatro meses após o fim do tratamento. Para manter os resultados, Manuela Cochito aconselha sessões de manutenção duas a três vezes por ano.

- Fotomodulação

Recomendado em terapias de rejuvenescimento refirmante, ajuda a reduzir os papos na delicada zona periocular. Chama-se Gentlewaves e trata-se de um aparelho inovador que emite luz de baixa intensidade capaz de activar os fibroblastos. Óscar Costa, dermatologista na Clínica Maxfac, explica que «este procedimento estimula a produção de colagénio, colaborando para a formação de uma espécie de rede de moléculas que suporta da pele, mantendo-a firme e elástica». O Gentlewaves ajuda também na remoção de células mortas e aclara manchas da pele.

«Primeiro é feita uma esfoliação muito suave da área a tratar, para que a penetração das ondas seja mais profunda. Depois, o rosto é exposto à emissão de luzes LED (Diodos Emissores de Luz) durante escassos 35 segundos», descreve Óscar Costa. O processo é «completamente indolor», assegura. Este tratamento está indicado em terapias de rejuvenescimento refirmante. Redensificada, a pele do contorno dos olhos contrai e os papos diminuem.

Está também indicado como tratamento complementar de várias cirurgias estéticas da face, graças às suas capacidades regeneradoras e cicatrizantes. São necessárias, no mínimo, entre oito a 10 sessões, uma vez por semana. Os resultados são apreciáveis durante cerca de um ano. Depois, é aconselhável fazer manutenções de seis em seis meses. O pacote de 10 sessões custa, em média, 700€. O pacote de manutenção (que inclui cinco sessões) pode custar 400€.

Texto: Ana Prista

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.