A maioria dos especialistas não gosta de falar de idades mas, sim, de estados e de tipos de pele. Contudo, muitos, um pouco por todo o mundo, são unânimes em admitir que, de uma forma geral, é a partir do período entre os 30 e os 35 anos que os sinais de envelhecimento se começam a instalar e a dar os primeiros ares da sua (des)graça. A partir dessa altura, dá-se o abrandamento das funções vitais da derme. A renovação celular torna-se, então, mais lenta, subtraindo luminosidade e viço à epiderme.

As fibras de sustentação, o colagénio e a elastina, são produzidas em menor quantidade, diminuindo a espessura e a tonicidade da pele. Os mecanismos de defesa da (epi)derme enfraquecem, abrindo caminho à marcha silenciosa dos agressores, com o sol, o tabaco, a poluição ambiental, a luz azul dos ecrãs dos telemóveis, dos tablets e dos computadores, juntamente com a ansiedade e o stresse, na linha da frente. Começam, então, a surgir e/ou a acentuar-se os primeiros sinais de envelhecimento cutâneo.

Os 40 são os novos 30 e, com os cuidados certos, deixam-na com cara de 20
Os 40 são os novos 30 e, com os cuidados certos, deixam-na com cara de 20
Ver artigo

As rugas e linhas de expressão tornam-se mais marcadas, em particular, o sulco nasogeniano, entre o nariz e a boca, assim como o vinco entre as sobrancelhas, também conhecido como ruga de leão. Começa a notar-se, nessa zona, uma ligeira flacidez. Surgem também, nessa fase, algumas manchas de pigmentação. Limpeza, hidratação e proteção continuam a ser gestos de beleza essenciais. Mas, a partir desta idade, é importante fornecer à pele substâncias que favoreçam a síntese do colagéneo e da elastina, que dão suporte e elasticidade à pele e que aumentem a reserva energética celular. Mas como? São várias as soluções à sua disposição!

As fórmulas anti-idade e antirrugas devem entrar definitivamente na sua rotina de cuidado diário a partir dos 30 anos ou até mesmo logo a partir dos 25, pois ajudam a manter a eficácia do processo de regeneração da pele, que começa a abrandar, e a reforçar a produção de colagénio e elastina, que também diminui. Preste especial atenção às zonas do contorno dos olhos, ao pescoço e ao decote, onde os sinais de envelhecimento primeiro se instalam, tratando-as com produtos específicos.

Pode estender a aplicação do creme de rosto a estas zonas, para combater as marcas da passagem do tempo. Aposte em cuidados mais profundos, máscaras, séruns e peelings, consoante a necessidade da sua pele. O sérum deve ser usado diariamente antes do creme de dia, as máscaras semanalmente e os peelings, que promovem a descamação da pele para acelerar a sua regeneração, em curas pontuais. Use um protetor solar todos os dias ou escolha um creme de dia com uma fotoprotecção mínima de FPS 15.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.