Peça-lhes para realizarem tarefas

Num estudo realizado no Brown Research Institute, descobriu-se que, quando as crianças fazem tarefas domésticas regularmente desde novas desenvolvem sentimentos de responsabilidade, confiança e ambição. Os investigadores concordam que estes trabalhos desempenham um papel importante na construção da personalidade das crianças. No entanto, ficaram surpreendidos ao descobrirem que, nesse estudo, 82% dos pais disseram que eles próprios realizaram tarefas domésticas quando eram jovens, mas apenas 28% pediram aos seus filhos que as desempenhassem.

Não receie as ‘grandes expectativas’

Várias pesquisas apuraram que as crianças cujos pais tinham expectativas de que continuassem com os estudos, chegando à universidade, geralmente fizeram esse caminho – ainda que os pais tenham conduzido e ajudado os filhos a ter sucesso na escola. O truque é estabelecer grandes expectativas a que as crianças consigam corresponder, mas sem exageros, para que elas não se sintam frustradas ou inseguras se não as alcançarem.

Ajude-os a lidar com a frustração

Crianças que recebem tudo o que querem podem ter grandes dificuldades em enfrentar os desafios na escola e na vida adulta. Para evitar que isso não aconteça, dê aos seus filhos as ferramentas necessárias para lidarem com sentimentos como a raiva ou a frustração e com situações difíceis que são necessárias experimentar para alcançar sucesso. Se eles aprenderem a sobreviver a pequenos desafios ainda na infância, poderão superar os mais significativos na idade adulta.

Ensine-os a não temer o fracasso

Para a professora e educadora Jessica Lahey, autora do bestseller “The Gift of Failure”, o papel dos pais é gerir e minimizar riscos em vez de eliminá-los por inteiro. Uma educação bem-sucedida envolve a compreensão de que o fracasso é uma parte do sucesso, e os pais que criam crianças bem-sucedidas ensinam-nas a não temer o fracasso nem sentirem vergonha quando falham. Muitos pais consideram difícil ver os seus filhos falharem, e alguns até os repreendem, mas o fracasso ajuda as crianças a desenvolver um caráter mais forte e independente

Faça com que desenvolvam a tenacidade

Encorajar as crianças a realizar atividades desafiadoras ou difíceis, e não desistir imediatamente, vai prepará-las para o sucesso em estágios posteriores de suas vidas. Perseverança e persistência são qualidades que se ensinam desde bem cedo, uma vez que uma criança sem um certo “espírito de luta” terá dificuldade em desenvolver essa característica mais tarde. Não ajude os seus filhos com uma tarefa que sabe que eles podem fazer por eles mesmos.

Promova a inteligência emocional

As habilidades sociais são decisivas para uma vida feliz. Uma das coisas mais importantes é ensiná-las a cooperar com os amigos, respeitar e compreender os sentimentos dos outros e ajudá-los mesmo que não peçam ajuda.

Passe tempo de qualidade (mesmo pouco)

Ninguém precisa de se sentir culpado por trabalhar o dia todo e não ter muito tempo para os filhos. O que é preciso é que esse pouco tempo seja bem aproveitado. Atividades passivas, como assistir televisão, não acrescentam nada. Converse com os seus filhos, ouça as suas experiências e tente partilhar com eles os momentos importantes do seu dia.

Lembre-se de que eles são independentes

Além do desejo natural de ajudar as crianças a seguir o caminho certo na vida, também é importante manter um certo equilíbrio e ter em contas que os miúdos são pessoas com direitos próprios. A proteção excessiva pode atrasar o desenvolvimento e impedir que possam pensar por si mesmos, resolver problemas e lidar com dificuldades. Faça com que se sintam capazes de tomar as suas próprias decisões.

Deixe de apagar incêndios

Muitos pais tratam a educação como uma tarefa de "combate ao fogo" e comportam-se todos os dias de uma maneira que lhes permite tomar controlo de problemas específicos o mais rápido possível. No entanto, encontrar a solução mais rápida não cumpre o objetivo final: criar crianças que sejam adultos felizes e seguros.

Seja eficiente, estável e amigável

Algumas crianças têm dificuldade em comportar-se melhor porque não entendem como fazê-lo. Isto ocorre porque muitos pais acham difícil educar os seus filhos de forma consistente, punindo-os apenas pelas suas ações negativas em vez de lhes recomendar um comportamento positivo. Os pais bem-sucedidos são orientados para um objetivo maior – é disso que você se deve lembrar sempre que conversa com o seu filho para lhe transmitir alguma mensagem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.