O protocolo entre o município de Vila Pouca de Aguiar e o Agrupamento de Escola foi assinado hoje e visa a criação de uma equipa multidisciplinar que vai acompanhar em permanência os alunos que revelem maiores problemas de aprendizagem, risco de abandono e outras inibições à integração escolar.

Segundo informou a autarquia, em comunicado, o financiamento do projeto é de quase um milhão de euros, que será aplicado na criação da equipa, na promoção do conhecimento científico, em ações de enriquecimento escolar, atividades de apoio à inclusão social, reforço do parque informático e ainda em ações de divulgação e promoção da integração dos jovens na comunidade.

José Teixeira, responsável do agrupamento de escolas, afirmou que para "além de aumentar o sucesso dos estudantes” o projeto “procura melhorar a qualidade para que os alunos otimizem os respetivos resultados”.

Como são os almoços nas escolas no resto do mundo?
Como são os almoços nas escolas no resto do mundo?
Ver artigo

Para o presidente do município, Alberto Machado, o projeto consolida o “caminho que está a ser seguido” nas escolas no concelho e realçou as “recentes resultados muito positivos”.  A equipa multidisciplinar integra especialistas das áreas da educação especial, psicologia, terapia da fala, equitação, fisioterapia ou ação social.

Segundo a autarquia, compete a estes especialistas “identificar situações de possível intervenção junto de famílias e alunos, quer em quadros familiares disfuncionais, fraca retaguarda ou débeis recursos económicos, quer em estudantes com problemas comportamentais e que desvalorizem a escola enquanto espaço de ensino e aprendizagem”.

A programação temporal estende-se até 2020 com a intervenção da equipa a ser feita em rede e em articulação com os docentes dos intervenientes no processo educativo.

A rede é constituída por família, alunos, docentes e os parceiros da equipa multidisciplinar, nomeadamente o agrupamento de escolas, associação de pais e encarregados de educação, associação de estudantes, Comissão e Proteção de Crianças e Jovens, Centro Hípico de Pedras Salgadas e a empresa VMPS – Vidago, Melgaço e Pedras Salgadas.

As escolas do concelho são frequentadas por 1.319 alunos, espalhados pelos diferentes ciclos, designadamente jardins-de-infância, 1.º, 2.º e 3.º ciclos, ensinos secundário e profissional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.