A iniciativa, que decorre até sábado, tem como objetivo "promover o espírito de solidariedade entre os novos alunos" e também "ajudar a vila que acolhe os estudantes, efetuando uma recolha de alimentos e uma visita ao lar de idosos", disse à agência Lusa o presidente da associação de estudantes da ESGIN, Pedro Lopes.

"Depois de um estudo feito pela Comissão de Praxe e pela Associação de Estudantes, constatamos que existe um elevado número de famílias com dificuldades no concelho. Assim sendo, como nossa obrigação, temos o dever de ajudar. E assim nasceu esta iniciativa", explicou o responsável da AE.

Adiantou ainda que neste momento estão cerca de 100 pessoas envolvidas na praxe solidária, das quais "80 são caloiros, sete pertencentes à Comissão de Praxe e os restantes pertencentes à Associação de Estudantes".

Pedro Lopes sublinhou também que na ESGIN a praxe tem como objetivo fundamental a integração e o acolhimento dos novos alunos que chegam de todas as partes do país.

"As tradições [praxe] variam de sítio para sítio, de pessoas para pessoas, também consoante a mentalidade de quem as organiza. Na nossa escola [ESGIN], as praxes têm como principal objetivo a integração e o acolhimento aos novos alunos", disse.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.