A petição, disponível em https://peticaopublica.com, foi subscrita por 135 cidadãos e já foi enviada a esta câmara municipal do distrito de Lisboa, confirmou o vereador da Educação, Rui Costa, à agência Lusa.

Os peticionários pedem alternativas que evitem que os alunos do pré-escolar e primeiro ciclo da Escola Básica das Paredes tenham de se sentar no chão para lanchar nos dias de chuva ou quando esperam pelo início das aulas, entre as 08:30 e as 09:00.

Confrontado pela Lusa, o autarca explicou que o hall de entrada na escola, onde os alunos esperam, possui sofás, mas admitiu que não sejam suficientes para os cerca de 800 alunos do estabelecimento e que o chão em pedra “é de facto frio”.

Segundo Rui Costa, trata-se de uma opção da própria escola, até porque o estabelecimento está dotado de refeitório, biblioteca e salas de apoio.

“A escola e o agrupamento nunca solicitaram nada à câmara” no sentido de evitar que os alunos se sentem no chão, referiu.

O autarca indicou que a questão “vai ser resolvida nos próximos dias” em articulação com a escola e com o agrupamento, estando a ser estudada a melhor alternativa também do ponto de vista higiénico, seja através da aquisição de sofás, de alcatifas ou do reforço da climatização.

A EB de Paredes foi inaugurada há cerca de 10 anos, depois de ter sido construída de raiz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.