O processo de criação de um plano de nascimento pode ser uma óptima forma de se informar melhor sobre o trabalho de parto e as suas próprias preferências sobre a forma como este decorrerá. Mas lembre-se: o parto é, por natureza, imprevisível. Se encarar o plano de nascimento como um guia e não tanto como um conjunto de instruções, será mais ao gosto do seu médico e mais realista para si. Se se agarrar demasiado a uma visão ideal do nascimento da criança, estará a preparar o caminho para a desilusão. Durante o trabalho de parto e a expulsão, podem acontecer imensas coisas que a obriguem a si e à equipa médica a desviarem-se do plano.

Então vale mesmo a pena fazê-lo?

Se usar o plano de nascimento como ferramenta educativa para saber mais sobre as suas opções durante o trabalho de parto e a expulsão e como ponto de partida para conversar com o seu médico, só terá vantagens. Se considerar que a ajudará a realizar o nascimento dos seus sonhos, terá cerca de 50% de hipóteses de consegui-lo.

Num inquérito recente do BabyCenter junto de mulheres que tinham elaborado planos de nascimento, 53% afirmavam que o plano se tinha tornado irrelevante a partir do momento em que iniciaram efectivamente o trabalho de parto. "O meu plano de nascimento foi por água abaixo logo que cheguei ao hospital. Mas o facto de não seguir o plano não retirou nada à minha experiência", afirmou uma inquirida. Por outro lado, 47% das mulheres afirmaram que os seus planos de nascimento tinham de facto ajudado a criar a experiência de nascimento que desejavam. Uma mãe recente dizia: "Fiquei espantada. As enfermeiras seguiram o meu plano de nascimento como um manual de instruções. Estava tão preocupada porque tinha ouvido imensas histórias horríveis sobre como o pessoal do hospital não ligava nenhuma aos planos de nascimento. O nascimento da minha filha foi exactamente como desejei."

Se decidir tentar elaborar um plano de nascimento, este pode ser mais longo ou mais curto, consoante desejar. Algumas mulheres escrevem simplesmente a sua filosofia de nascimento e uma ideia geral de como gostariam que decorresse. Por exemplo, "Gostava que o parto fosse o mais natural possível. Não proponham intervenções de rotina ou analgésicos" Ou então "Gostaria que o meu parto fosse o mais feliz e seguro possível. Estou aberta a quaisquer sugestões que me possam ajudar a alcançar esse objectivo."

Alguns aspectos a ter em conta ao criar um plano de nascimento detalhado:

• Quer um parto sem medicamentos ou gostaria de receber a epidural? Se não tem a certeza, pode registar isso mesmo.

• Gostaria de ter a liberdade de andar e se movimentar o máximo possível?

• A que grau de monitorização pretende sujeitar o bebé? Quer ver os monitores ou prefere que estejam fora do seu campo de visão?

• Está disposta a receber intervenções médicas, como a oxitocina, a fim de acelerar a dilatação? Se esta é uma preocupação, que técnicas gostaria de tentar primeiro?

• Quer um espelho para poder ver o aparecimento da cabeça do bebé?

• Gostaria de usar acessórios como uma barra de agachamento ou uma bola de parto, ou mesmo ter acesso a uma banheira durante o trabalho de parto?

• Gostaria de fazer o seu parto em privado (em que estão presentes, além de si, apenas o seu companheiro e a equipa médica)? Ou gostaria de receber também a ajuda de amigos e familiares? Aceita que estejam presentes estudantes de medicina ou médicos internos durante o parto?

Outros factores a considerar:

• Ambiente na sala: gostaria de ouvir alguma música em especial? Quer reduzir as luzes? Uma câmara de vídeo a filmar?

• Após o nascimento do bebé, quer que seja o pai a cortar o cordão umbilical? Quer pegar logo no bebé? Quer estar com o bebé, ou o seu companheiro, durante os primeiros exames e avaliações?

• Como vai alimentar o bebé? Se está a pensar amamentar, pretende dar de mamar logo que possível?

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.