MITO 1:

Deve-se deitar o bebé de lado no berço, amparado com almofadas e rolos, pois assim evita-se que sufoque, caso bolse o leite durante o sono.

  • Recomendação: Posicioná-lo de barriga para cima, sem nenhum tipo de obstáculo.
  • O que diz a ciência: De lado e com o nariz próximo das almofadas, a circulação de oxigénio fica restrita e a criança num estado de sonolência que pode levá-la a “esquecer-se” de respirar. Colocar o bebé de barriga para cima reduz em 70% a ocorrência da chamada morte súbita.

MITO 2:

É bom deixar o bebé aninhado à mãe na cama é a maneira mais prática de lidar com o choro e a amamentação a meio da noite.

  • Recomendação: Não se deve dormir ao lado do bebé, por questões de segurança. O melhor é dar um braço de distância na cama ou colocá-lo no berço ou carrinho.
  • O que diz a ciência:Quando mãe e bebé dormem próximos, ambos entram numa espécie de sincronia fisiológica, cumprindo os ciclos do sono em tempo semelhante ao longo da noite. Há mais chances, assim, de a criança não acordar na fase do sono profundo da mãe (em geral, no meio da madrugada), embora não haja garantia disso.

MITO 3:

É bom insistir e acenar com recompensas para a criança rapar o prato quando começa a recusar a comida, porque ela se alimentará melhor.

  • Recomendação: Esquecer a tática de mais uma colherzinha quando a criança der sinais de estar satisfeita.
  • O que diz a ciência: Oferecer sistematicamente mais comida do que ela quer sedimenta o hábito de comer, mesmo já estando saciada, em troca das tais recompensas. No longo prazo pode ser o gatilho para o sobrepeso. Não há nenhum problema em que a criança seja magra, desde que esteja a crescer. Se não estiver, deve procurar um médico e não resolver na base das colheradas extras.

MITO 4:

Cortar gordura da alimentação da criança ajuda a mantê-la saudável e no peso certo.

  • Recomendação: Preservar as gorduras animal e vegetal é essencial para uma nutrição completa.
  • O que diz a ciência: A vitamina A, por exemplo, vital para a proteção contra infeções, só é absorvida pelo organismo na presença de gorduras.

MITO 5:

Não é preciso higienizar a boca do bebê depois de amamentá-lo, uma vez que o leite materno não contém açúcar.

  • Recomendação: Passar uma fralda húmida nas gengivas.
  • O que diz a ciência: A falta deste procedimento simples está diretamente ligada ao aumento das hipóteses de a criança vir a ter cáries.

MITO 6:

Se o bebé nascer a partir de 38 semanas de gravidez, estará dentro da faixa de normalidade.

  • Recomendação: Esperar o trabalho de parto (ainda que seja o caso de uma cesariana) ou fazer exames físicos frequentes e até ultrassons na reta final para monitorar o amadurecimento do bebê.
  • O que diz a ciência: Com 38 semanas de gestação a maioria dos bebés não está pronto para nascer. Os pulmões, por exemplo, podem ainda não estar inteiramente formados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.