Médicos da Universidade de Atenas, na Grécia, defendem que dar bolo a crianças que são alérgicas ao ovo pode ajudá-las a ultrapassar esse problema. De acordo com os especialistas, durante o período da confeção, o calor altera os alergenos, permitindo expor progressivamente o organismo da criança a este alimento e assim tratá-lo. A experiência foi realizada durante seis meses, com o aumento faseado da dose de ovo. No final da experiência, as 87 crianças comeram um ovo inteiro e apenas quatro tiveram reações cutâneas.

Os cientistas alertam, contudo, para que os pais não tentem fazer esta experiência e se lembrem que este problema deve ser tratado sob a supervisão de um médico. Os especialistas alertam ainda para o facto dos bolos a serem dados às crianças, depois de obtido esse aval, devem ser de produção garantidamente caseira, preferencialmente confecionado em casa com recurso a ingredientes naturais. Para prevenir situações futuras de obesidade e diabetes, cremes e coberturas são de evitar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.