Embora pareça pouco higiénico, este gesto não só ajuda a proteger os bebés dos micróbios como também lhes transfere microrganismos benéficos vindos da saliva materna que fortalecem o sistema imunológico das crianças, protegendo-as contra alergias.

O estudo foi desenvolvido com duas centenas de bebés. Os cientistas recolheram amostras da saliva dessas crianças para analisar os tipos de bactérias que viviam no organismo de cada uma e os pais relataram de que forma costumavam limpar as chuchas dos filhos.

Quando completaram um ano e meio de idade, 25% das crianças do estudo apresentaram eczema (ou dermatite atópica), 15% algum tipo de alergia alimentar e 5% haviam sido diagnosticadas com asma.

As crianças cujas chupetas costumavam ser limpas com a saliva dos pais mostraram-se mais propensas a ter uma variação maior de tipos de bactérias benéficas à saúde.

Por outro lado, em comparação com crianças cujas chuchas eram limpas de outra forma, apresentaram cerca de 30% menos de riscos de ter eczema, que é considerado o primeiro sinal de alergia em crianças até os 18 meses. Esse efeito protetor da saliva dos pais manteve-se quando as crianças atingiram os três anos de idade.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.