Muito mais frágil do que a pele de um adulto, a dos bebés e das crianças até aos cinco anos requer, por isso, maiores cuidados. Especialmente no inverno. "O clima frio é um dos fatores desfavoráveis que podem desencadear ou agravar sintomas de pele atópica", explica David Serra, dermatologista. Além das baixas temperaturas, os pais devem evitar a higiene excessiva e certos microrganismos, outros potenciais causadores do problema.

Por outro lado, há questões que estão fora do controlo parental. Nomeadamente, a genética e a qualidade do ambiente em que o bebé vive. "Se houver história familiar de eczema/dermatite atópica, asma ou rinite, a probabilidade de desenvolver pele atópica é elevada", como referiu David Serra em declarações à edição impressa da revista Saber Viver. Mas há mais!

De acordo com o dermatologista, o facto de cada vez mais pessoas viverem em centros urbanos e de estes terem níveis de poluição crescentes, pode favorecer o desenvolvimento da pele atópica. Mais conhecida como eczema, esta é uma doença de pele influenciada pela herança genética, pela forma como o sistema imunitário reage e, até, pelo local onde vivemos.

Conhecer a doença para a prevenir e combater

Cerca de 90% dos casos de dermatite atópica surgem antes dos cinco anos. Porém, os especialistas ainda não conseguiram esclarecer uma questão. "Não se sabe exatamente por que a incidência de pele atópica nos bebés tem aumentado nas últimas décadas", admitiu David Serra à publicação feminina publicada pela HOW - House of Words, Lda.

Lesões avermelhadas, comichão, ardor, pele seca com textura áspera, espiculada ou descamativa são os sintomas mais frequentes e, geralmente, "surgem a partir dos três meses até aos cinco anos de idade". O especialista clarifica que a pele atópica apresenta características como a hiper-reatividade cutânea, a propensão para certas infeções e a tendência para desenvolver eczema, porque "existe um defeito da função barreira".

Ainda assim, David Serra assegura que, mudando alguns hábitos e usando produtos adequados, é possível minimizar as agressões e melhorar a função barreira da epiderme do seu bebé. É que não só melhorou a qualidade dos produtos para bebés, como nunca antes tivemos acesso a tanta informação sobre o que devemos ou não fazer. O que, como tudo o que é em excesso, até pode confundir mais.

Cuidados que aliviam

Para simplificar a vida dos pais, reunimos, aqui, alguns conselhos do dermatologista David Serra que ajudam a prevenir e a aliviar os sintomas de dermatite atópica. Antes de mais, a roupa que comprar para o seu bebé deve ser confortável, feita de têxteis naturais e suaves. As lãs não são aconselháveis.

Tenha em atenção que o sobreaquecimento da criança provoca transpiração, que, por sua vez, causa prurido. Dê a quantidade de banhos estritamente necessária, sempre de curta duração e com água morna. Os produtos de higiene que usar no bebé devem ter uma composição sem "substâncias com um potencial irritante significativo", como sucede com os alfa-hidroxiácidos, a vitamina C, a vitamina A, o retinol, a ureia e os parabenos.

A importância de hidratar a pele após o banho

A seguir ao banho, seque a pele do seu filho sem esfregar e, logo de seguida, aplique um creme hidratante. Aliás, deve hidratar o corpo do bebé diariamente, preferindo "os cremes ou os bálsamos, aos leites ou loções, que são mais fluidos e fáceis de espalhar, mas menos nutritivos", sugere o especialista. É proibido aplicar cuidados antiacne, antimanchas e/ou antienvelhecimento. Finalmente, procure manter as unhas do bebé (e as suas) curtas e limpas.

Guia prático de proteção da pele do seu filho

Previna as complicações que podem surgir do contacto do seu bebé com o frio. Estes são alguns dos comportamentos a ter em conta:

- Evite as amplitudes térmicas.

- Passeie com o seu filho a meio da manhã ou a meio da tarde.

- Não leve o bebé a locais fechados e com muitas pessoas, como é o caso dos centros comerciais.

- Mantenha a temperatura amena em todas as divisões da casa.

- O nível de humidade não deve ultrapassar os 50%.

- Ventile a casa diariamente.

- Limpe o pó regularmente.

- Vista o bebé com várias camadas de roupa e tire consoante necessário.

- Lembre-se que o sobreaquecimento provoca transpiração, que, por sua vez, causa prurido.

- Os banhos devem ser de curta duração e com água morna.

- Use produtos de higiene que não tenham alfa-hidroxiácidos, vitamina C, vitamina A, retinol, ureia e parabenos.

- Seque a pele do bebé sem esfregar e, logo de seguida, aplique um creme hidratante.

- Reduza o contacto com cosméticos desnecessários.

- Procure manter as unhas da criança curtas e limpas.

- Lave e incentive outros a lavarem as mãos antes de pegarem no seu bebé.

- Afaste o seu filho de pessoas constipadas ou com sintomas de gripe.

SOS Atopia

A marca de produtos de cosmética e higiene Uriage lançou um projeto que pretende melhorar a qualidade de vida da família ajudando os pais a perceber e a controlar a dermatite atópica, que cada vez afeta mais bebés e crianças. Esse apoio é dado através de dois mecanismos:

- App Atopedia

Aplicação gratuita (IOS e Android) que inclui uma área informativa, para que os pais possam compreender melhor o que é a dermatite atópica, uma área de acompanhamento médico e uma área lúdica para os mais pequenos.

- Linha telefónica de apoio

Um serviço de esclarecimento e aconselhamento telefónico disponível todos os dias, entre as 09h00 e as 18h00, através do número verde 800 919 254 ou do contacto eletrónico sos.atopia@uriage.pt.

Texto: Filipa Basílio da Silva

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.