Célia Campos é o nome da mais recente personagem de Sofia Ribeiro. A novela 'Amar Demais', da TVI, estreou esta segunda-feira, dia 14, e apresentou ao público aquele que a atriz considera ser o seu maior desafio em ficção.

"Nunca tinha feito nada do género. É muito diferente daquilo que eu sou e do que tenho feito até aqui. Tenho feito mulheres mais bonitas e vistosas, ela não tem nada disso. Não se preocupa minimamente com a sua imagem. Costumo dizer que é uma mulher nova com uma alma velha, no pior sentido da palavra. A Célia é um presente gigante. Tenho a certeza que é o meu maior desafio até hoje em novela", começou por dizer na chegada ao evento que assinalou a estreia da trama, que teve lugar na noite de ontem, em Lisboa.

Célia trocou a filha morta por outra criança [personagem de Catarina Rebelo] no meio de um sismo. "Ela teve uma motivação. A ação foi boa, tudo o resto é que não foi. É condenável, mas o amor que ela tem a esta filha é a única coisa que a humaniza. É uma mulher altamente desequilibrada, perturbada, é uma bomba relógio", contou a atriz.

Tratando-se do papel mais exigente que já interpretou, Sofia referiu que para lá das câmaras é importante desligar para não se deixar dominar pela "energia negativa "da personagem: "Já tenho uma maturidade diferente. Saio [do estúdio] e a Célia fica na vida dela e eu na minha".

A pandemia deixou suspenso outro "sonho"

A atual situação pandémica impactou a vida de Sofia Ribeiro em várias áreas. Além de vários meses afastada dos estúdios, até que fossem asseguradas as medidas de segurança necessárias para retomar as gravações de 'Amar Demais', também o restaurante da atriz, Filosofia, situado no centro de Lisboa, teve que fechar portas por tempo indeterminado.

Apesar de ter reaberto em abril, em regime take-away, o negócio viu-se seriamente afetado e a proprietária confessa que corre o risco de ter de desistir deste "sonho de uma vida".

"Não é oficial. O Filosofia não está oficialmente fechado. Neste momento, estou a analisar os prós e os contras desta situação inesperada para toda a gente, não só para o setor da restauração. Obviamente que tem sido um processo bastante difícil ver um sonho e um projeto de vida, ao qual tenho vindo a investir tanto… Farei o máximo possível, tal como estou a fazer agora, mas se as perspectivas não melhorarem, dificilmente será possível levar a bom porto", conta.

O restaurante Filosofia foi inaugurado no início de 2019 e Sofia Ribeiro orgulha-se de ter visto o projeto crescer conforme as suas expectativas. Ainda que o cenário não seja o mais risonho, acredita que é possível que o espaço recupere os resultados dos tempos áureos.

"O que me sossega o coração é que o Filosofia era um projeto vencedor. Este ano seria o ano de começar a recolher lucros e a pensar em novas filosofias, mas infelizmente aconteceu-nos isto. Quero acreditar que é possível acreditar, vamos ver", rematou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.