Tinha 29 anos quando recebeu aquela que, ainda hoje, é uma das piores notícias que alguma vez lhe deram. Foi durante as gravações de "Doc Hollywood", "Dr. Sarilhos" na versão portuguesa, filmado em Micanopy, na Flórida, nos EUA, em 1990, que Michael J. Fox foi confrontado com os primeiros sintomas da doença de Parkinson. A patologia seria confirmada pelos médicos logo no ano seguinte mas só sete anos depois, em 1998, é que o ex-ator americano, nascido no Canadá, tornaria pública a sua condição.

Durante esse período, limitou-se a agir como se nada fosse, rentabilizando o sucesso conseguido com a participação em séries de televisão como "Quem sai aos seus" e em filmes como a trilogia "Regresso ao futuro". Nunca baixou os braços. "Aceitar as coisas não significa que tenhamos de nos resignar", justificou posteriormente o artista, que fez 60 anos no passado dia 9. Dois anos após ter assumido que sofria de parkinson, fundou a Michael J. Fox Foundation, uma fundação que apoia a investigação científica.

30 figuras públicas seropositivas que conseguem fazer uma vida normal
30 figuras públicas seropositivas que conseguem fazer uma vida normal
Ver artigo

Descobrir a cura para uma patologia que afeta a vida de mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo passou a ser um dos projetos de vida do ex-ator. Em apenas duas décadas, converteu-se na maior organização não-governamental de apoio a doentes de parkinson do mundo. Até hoje, já investiu mais de 840 milhões de euros em projetos de investigação e em iniciativas caritativas. Em novembro do ano passado, Michael J. Fox publicou aquele que foi o seu quarto livro, a sua autobiografia, "No time like the future: An optimist considers mortality", confirmando a intenção de abandonar a representação em definitivo.

"Não conseguir articular convenientemente as palavras é um tormento para qualquer ator. Há um tempo para tudo e, na minha vida, neste momento, trabalhar 12 horas por dia e memorizar sete páginas de texto é algo que me transcende. Vou, por isso, reformar-me pela segunda vez. Essa decisão pode mudar tudo, porque faz com que tudo se altere. Mas, se implicar o fim da minha carreira de ator, que assim seja", desabafou publicamente o artista, que é casado com a atriz Tracy Pollan há quase 33 anos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.